Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Justiça libera Gustavo Godoy, Bernardin e mais sete

Presos na terceira fase da operação do MP que apura desvios no hospital conseguiram habeas corpus no TJ-SP

| ACidadeON Campinas

O ex-secretário de Assuntos Jurídicos, Sílvio Bernardin, prestando depoimento em agosto de 2018. (Foto: Denny Cesare/Código19) 

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) concedeu nesta terça-feira o habeas corpus aos nove presos na terceira fase da Operação Ouro Verde, deflagrada pelo Ministério Público em novembro do ano passado, e que apura desvio de verbas públicas do hospital em Campinas.  

LEIA MAIS 
Filho de dono do Correio Popular se entrega à Justiça
Confira quem são os presos na 3ª fase da Ouro Verde

Entre os beneficiados pela medida estão o médico Gustavo Khattar de Godoy, filho de Sylvino de Godoy Neto, dono do jornal Correio Popular, e o ex-secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Campinas, Silvio Bernardin.

O habeas corpus foi concedido por unanimidade pela 16ª Câmara Criminal do TJ-SP. O relator do processo é o desembargador Gilberto Leme Garcia.

A decisão também manteve a soltura de Sylvino de Godoy. Ele chegou a ser preso, mas passou mal e foi levado ao hospital PUC-Campinas. Depois, foi autorizado a cumprir a prisão preventiva em casa.

Também foram soltos o lobista Fernando Vitor, o ex-diretor da Vitale Ronaldo Foloni, Thiago Pena, João Carlos da Silva Júnior (o Juninho, também lobista), Danilo Silveira, Felipe Brás e Alcir Fernandes Pereira.

À decisão ainda cabe recurso. O Ministério Público de Campinas ainda não se posicionou sobre o caso. 


Mais do ACidade ON