Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

CP do Ouro Verde pode adiantar votação da cassação

O rito tem que terminar na quinta-feira logo após o Carnaval, e por isso, ele pode ser adiantado; CP acredita que processo dure quatro dias

| ACidadeON Campinas

Luiz Cirilo, ao centro, afirma que há possibilidade de mudanças (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

O presidente da CP (Comissão Processante), que investiga omissão do prefeito Jonas Donizette (PSB) diante dos desvios de verba pública do Hospital Ouro Verde apontados pelo MP (Ministério Público), Luiz Cirilo (PSDB) afirmou que a votação do relatório final e a possível cassação do chefe do Executivo poderá ser adiantada.  
 
LEIA MAIS 
Na CP: Jonas faz palanque e diz que Bernardin faz falta

Clique aqui e assista o depoimento completo do prefeito 

De acordo com o inciso 75 do artigo V do decreto 201/67, todo o processo deve ser concluso dentro de no máximo 90 dias. Isso inclui o julgamento. Se dentro do prazo o processo não for julgado/votado, inclusive, ele é arquivado. O prazo vence no dia 7 de março. Cirilo afirmou que há possibilidade da votação do relatório ser adiantada.

"Existe essa possibilidade não por causa do Carnaval, até porque a comissão trabalhou no Natal e Ano Novo. Vamos tentar trabalhar dando as condições necessárias para que tudo seja feito com serenidade", disse. Cirilo acredita que entre o começo da sessão de votação e o final dela decorram de dois a quatro dias seguidos.

O parlamentar ainda explicou que a defesa do prefeito tem agora cinco dias úteis a partir desta sexta-feira (08) para as alegações finais.

"Eu encerrei a instrução. Todos os depoimentos foram tomados e as provas juntadas. Depois encaminho tudo ao relator Gilberto Vermelho para finalizar o relatório", disse. 


Mais do ACidade ON