Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Helicóptero em que estava Boechat ficou destruído; veja vídeo

O jornalista deu uma palestra em Campinas, no Centro de Convenções do Royal Palm Plaza, antes de morrer na queda da aeronave

| ACidadeON Campinas

O helicóptero caiu sobre um caminhão em trecho do Rodoanel que dá acesso à Rodovia Anhanguera 

O helicóptero com prefixo PT HPG, da empresa RH Helicóptero, que caiu no começo da tarde desta segunda-feira (11) e matou o jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, ficou completamente destruído.  Ele estava em Campinas dando uma palestra antes do acidente.
 
LEIA MAIS 
Após dar palestra em Campinas, Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero


O helicóptero caiu sobre um caminhão em trecho da Rodovia Anhanguera (SP-330), na zona oeste de São Paulo.  



O acidente ocorreu logo abaixo do pontilho do Rodoanel, sentido Castelo Branco, próximo a um pedágio. A corporação atendeu a ocorrência com um helicóptero e 11 viaturas.

O helicóptero caiu sobre um caminhão em trecho do Rodoanel que dá acesso à Rodovia Anhanguera (SP-330), na zona oeste de São Paulo.  Em nota oficial, o Grupo Royal Palm Hotels & Resorts lamentou a morte do jornalista e confirmou que ele fez sua última palestra em encontro realizado por um cliente no Centro de Convenções Royal Palm Hall, em Campinas.

O grupo disse ainda que "Boechat era um dos principais âncoras do rádio e da TV do país e sua perda é irreparável para o jornalismo brasileiro". A Libbs, em nota oficial, informou que cancelou as atividades do dia e que Boechat deu uma palestra de 40 minutos onde "imprimiu seu estilo, sempre autêntico e verdadeiro".

A empresa também lamentou a morte do piloto Ronaldo Quattrucci e que aguardam informações oficiais sobre o ocorrido, além de estarem à disposição para cooperar com mais informações.