Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Depois de cotas, Unicamp tem 38,2% de alunos ingressantes negros ou pardos

Em todos os cursos, há, no mínimo, 25% de estudantes autodeclarados pretos ou pardos

| ACidadeON Campinas

Este foi, em toda a história da Unicamp, o primeiro vestibular com cotas étnico-raciais. (Foto: Denny Cesare/Código19) 

Depois do primeiro vestibular com as cotas na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), o perfil do aluno aprovado mudou na universidade. Neste ano, do total de 3.386 aprovados, 38,2% são autodeclarados pretos ou pardos e 48,7% são de escola pública. O índice é dos alunos aprovados e não matriculados. Já os estudantes indígenas representam 2,1% dos convocados deste ano.

No ano anterior, o número divulgado é o de matriculados há uma pequena diferença no número para comparação pois nem sempre o aprovado se matricula. Ainda assim, o índice é menor em 2018.

Do total de matriculados (3.327), 24,8% eram autodeclarados negros ou pardos e 49,2% eram de escola pública. Os dados são públicos e podem ser acessados na página da Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares), da Unicamp.

"As cotas na Unicamp são de 27% e os outros (para chegar aos 38%) são os que tiveram desempenho independente de cotas. O desafio agora é dar condições para eles continuarem, com moradia e outros critérios sociais", analisou o coordenador executivo da Comvest, José Alves Freitas Neto.

COTAS

O Vestibular 2019 (prestado em 2018 pelos alunos) foi o primeiro com a adoção das cotas étnico-raciais no vestibular, além de oferecer as opções de ingresso por meio da nota do Enem , do desempenho em olimpíadas científicas e vagas pelo Vestibular Indígena

Além disso, a pontuação do PAAIS (Programa de Ação Afirmativa e Inclusão SociaL), para alunos de escola pública no vestibular, também foi ajustada. Além dos índices gerais, a Comvest também divulga recortes por curso. Há, no mínimo, 25% de estudantes autodeclarados pretos ou pardos em praticamente todos os cursos.

Em relação à participação de aprovados egressos de escolas públicas, os índices variam de 78,1% (em Letras Noturno) a 29% (em Música-Composição) nos diferentes cursos de graduação. Na medicina, o curso mais concorrido do Vestibular Unicamp 2019, o percentual é de 56,4%.  



Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook