Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Secretário e sobrinho de Jonas, Michel Abrão depõe hoje na Câmara

Ele vai explicar a denúncia do delator que disse que ele seria o responsável por contratar o diretor de Saúde para montar um esquema de arrecadação de propina no Ouro Verde

| ACidadeON Campinas

 

Michel Abrão Ferreira ocupou a extinta Secretaria Municipal Chefia de Gabinete de 2013 a 2016. (Foto: Prefeitura de Campinas/Divulgação)


O secretário municipal de Governo, Michel Abrão Ferreira, que também é sobrinho do prefeito Jonas Donizette (PSB), irá à Câmara nesta segunda-feira (11) em atendimento a convocação para prestar informações no Plenário. Ele vai explicar a denúncia do delator que disse que ele seria o responsável por contratar o diretor de saúde para montar um esquema de arrecadação de propina na pasta no esquema de corrupção do Hospital Ouro Verde.   

Michel foi citado pelo delator Daniel Câmara, ex-diretor da Vitale (organização social que administrava o hospital), por ter contratado Maurício Rosa, servidor que ficaria responsável por fazer a Saúde "dar retorno" (financeiro) para a Administração. (LEIA MAIS AQUI) 

O requerimento de convocação, de autoria do vereador Nelson Hossri (Podemos), foi aprovado na reunião de 10 de dezembro do ano passado e, seguindo determinação do Regimento Interno, o secretário deve prestar esclarecimentos na chamada Primeira Parte de uma reunião ordinária, que é marcada para ocorrer das 17h às 18h.  

"O secretário de Governo, que também é sobrinho e braço direito do prefeito Jonas, precisa esclarecer para os vereadores e para a população porque seu nome foi citado no Ministério Público na delação premiada de um ex-diretor da Vitale. O julgamento da investigação contra o prefeito foi político, mas muitas dúvidas ainda não foram explicadas, ainda mais agora que tudo indica que o MP irá realizar a 4° fase da operação", afirmou Hossri.  

No início da reunião de segunda, o parlamentar terá - como autor do requerimento - até dez minutos para usar a palavra expondo os motivos da convocação. Na sequência, o secretário que deverá sentar-se à Mesa Diretora do lado direito do presidente poderá fazer sua exposição, por um tempo máximo de 30 minutos.

Hossri terá, então, até cinco minutos para a réplica e Abrão, mais cinco para a tréplica. Caso todo o tempo máximo previsto não tenha sido utilizado (ou ainda haja pedido de prorrogação aprovado em Plenário de igual período, mediante requerimento verbal), o tempo restante deverá ser aberto a outros vereadores para formularem perguntas ao secretário.  

Neste último caso, o tempo será dividido equitativamente pelos partidos, independentemente do número de vereadores, sendo permitida a cessão total ou parcial mediante declaração verbal do líder. Caso além da uma hora prevista tenha sido aprovada a prorrogação de outra uma hora, este período extra será descontado do Grande Expediente.  

A regulamentação sobre a convocação das autoridades municipais é feita pelos artigos 216 a 219 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Campinas.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook