Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Prefeitura altera edital para reforma do teatro

A previsão era que a apresentação das propostas fosse feita em fevereiro, porém a entrega dos envelopes mudou para abril

| ACidadeON Campinas

Centro de Convivência teve edital de reforma mudado pela prefeitura (Foto: Código 19) 

A Prefeitura de Campinas alterou, nesta segunda-feira (11), o edital para as obras da da reforma do Teatro do Centro de Convivência Cultural, no Cambuí. A obra, orçada em quase R$ 41 milhões, tem prazo de execução de 24 meses.

A previsão era que a apresentação das propostas fosse feita em fevereiro, porém, como houve solicitações por parte dos interessados, a entrega dos envelopes mudou para abril.

De acordo com o adendo publicado no Diário Oficial de hoje, a entrega e abertura dos envelopes com as propostas foi definida para o dia 15 de abril, a partir das 10h.

O teatro vai receber reforma da fachada com nova pintura, reforma geral da caixa cênica e equipamentos conforme projeto cenotécnico e luminotécnico, reativação e adequação do fosso da orquestra com instalação de elevador, banheiros acessíveis e plataforma elevatória. Além da instalação de elevador para acessibilidade de todos os pavimentos, entre outras melhorias.

Além da recuperação de todas as estruturas do Centro de Convivência, novos equipamentos serão instalados, com adequação às normas de segurança do Corpo de Bombeiros para espaços de grande circulação de pessoas. Na revitalização serão valorizadas as estruturas da área cênica, de iluminação e acústica do teatro.

HISTÓRIA


O Centro de Convivência Cultural de Campinas faz parte da história da cidade desde 9 de setembro de 1976, quando foi inaugurado. Fica na Praça Imprensa Fluminense e tem projeto original do arquiteto Fábio Penteado.

O espaço já foi palco para grandes apresentações, peças teatrais e shows com artistas de projeção nacional e internacional. Desde a inauguração, o teatro de arena e o teatro interno nunca passaram por uma reforma completa e estrutural como a que será realizada por meio do convênio com o governo do Estado.

Desde o fechamento do local, em 2011, a Prefeitura anunciou datas para iniciar as reformas pela menos quatro vezes, e nenhuma foi cumprida. O local foi lacrado por falta de estrutura para receber as apresentações artísticas.

O Centro de Convivência foi tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo), e também precisará de autorização do órgão para iniciar a reforma.

Mais do ACidade ON