Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Tatuagem recupera autoestima e pode até salvar vidas

Ação na 1ª Tattoo Week de Campinas, neste fim de semana, promove reconstrução da aréola de mamas e sobrancelhas, além de tatuar alertas em alérgicos a medicações

| ACidadeON Campinas

Tatuagens ajudam a identificar alergia a medicamentos em caso de emergência (Foto: Renan Lopes/ACidade ON) 

A 1ª Tattoo Week de Campinas, que teve início nesta sexta-feira (15), conta com uma ação social que reconstrói gratuitamente a aréola e sobrancelhas de pacientes oncológicos por meio da micropigmentação. Além disso, o evento oferece também a tatuagem de segurança para pacientes com doenças crônicas.

Tatuadora e micropigmentadora há 20 anos, Ana Savoy encabeça a ação social Tattoo do Bem, que doa a micropigmentação para mulheres que passaram por tratamento oncológico e precisaram remover a mama, por exemplo.

A ação busca resgatar a autoestima destas mulheres, não só reconstruíndo a aréola, mas refazendo as sobrancelhas. A Tattoo do Bem é executada em parceria com a a Abramic (Associação Brasileira de Micropigmentadores) durante a 1ª Tattoo Week de Campinas até este domingo (17).

MICROPIGMENTAÇÃO

A técnica da micropigmentação usa a tatuagem para produzir padrões que parecem com uma maquiagem, mas de forma permanente, principalmente na pele do rosto, lábios, pálpebras e sobrancelhas. A micropigmentação dura entre 1 e 2 anos.

Sandra Batista teve câncer de mama há dez anos e precisou passar por mastectomia, a cirurgia que remove partes ou a totalidade da mama. No caso de Sandra, a remoção foi total. "Passei por aquelas fases terríveis, de autoestima muito baixa, ficar sem os cabelos, sem a sobrancelha e fiquei, inclusive, sem a aréola no seio", contou.

Ela tinha medo da dor que a micropigmentação poderia causar. Hoje, dez anos depois, ela resolveu fazer o procedimento durante a ação social da 1ª Tattoo Week de Campinas.

Feliz com o resultado, ela aconselha toda mulher que passou pelo procedimento oncológico a buscar ajuda para solucionar as sequelas da mastectomia. "Hoje me sinto completa. Já vi o resultado e estou muito feliz. Uma pena que eu não possa mostrar aqui agora", brincou.  



PREVENÇÃO

Além da "reconstrução" da aréola e sobrancelhas com a micropigmentação, a ação social Tattoo do Bem também realiza a tatuagem de segurança, que deixa marcado no corpo as doenças crônicas que requerem cuidados específicos.

"A pessoa tatua no braço, próximo ao pulso, qual doença ela tem, para que, caso chegue a um hospital desacordada, os médicos saibam que ela tem um problema de saúde", diz o presidente da Abramic, Rafael Savoy, que destaca que os interessados devem levar atestado médico comprovando a doença.

Uma mãe e filha aproveitaram a ação social para deixar marcado no corpo as doenças que possuem com a tatuagem de segurança. Beatriz Machado, a filha, tatuou no antebraço suas alergias ao antibiótico benzetacil e AAS (ácido acetilsalicílico).

Ela já teve crises alérgias anteriormente, e vê a oportunidade para evitar qualquer transtorno médico futuro. "Já me aconteceu muitas vezes, fico toda inchada", disse rindo. "Temo que algo possa acontecer e ninguém avisa a equipe médica, por isso decidi fazer a tatuagem.

Já Juliete Machado, a mãe, tatuou o tipo sanguínio e a palavra "diabetes" também no antebraço. Aos 54 anos, essa é a primeira tatuagem dela. "Virei uma avó moderna", brincou. Diferente da filha, ela nunca passou por problemas por causa da doença, mas decidiu fazer a tatuagem de segurança como forma de prevenção. "Fiz porque quando eu chego em algum lugar já fico identificada como diabética", disse. "Espero não sofrer nada, mas caso aconteça algum acidente, já vai estar marcado aqui no braço o que eu tenho".

O advogado Henrique Stenico, de 25 anos, veio de Capivari para fazer a tatuagem de segurança durante o evento. Ele é alérgico AAS, dipirona, alguns anti-inflamatórios e já passou por diversos problemas por conta destes remédios. "Quando passo por uma crise alérgica, minha garganta fecha e já aconteceu de eu não conseguir falar para o atendimento médico das minhas alergias. Deixar isso marcado na pele vai evitar qualquer problema futuro", contou.  



TATTOO EXPERIENCE

A 1ª Tattoo Experience Campinas tem como proposta reunir expositores de produtos do segmento de tatuagem, piercing e micropigmentação, que trazem lançamentos de máquinas, tintas, equipamentos, roupas e acessórios. E oferecer um evento concentrado na troca de experiências entre profissionais e visitantes. "Nossa ideia é trazer a tatuagem para o interior, atendendo públicos admiradores da arte da tatuagem de várias cidades em um evento que reúne arte, música, entretenimento e negócios ", explica a diretora da Tattoo Week, Esther Gawendo.

O evento tem 120 estandes de empresas do segmento, que vão apresentar os últimos lançamentos do setor. Além disso, é uma boa chance de fazer uma nova tatuagem já que diversos profissionais da área estarão presentes, apresentando estilos e trabalhos diferenciados.

O evento continua neste sábado (16) e domingo (17). Os ingressos custam R$ 22 (inteira) para cada dia ou R$ 11 (meia social) mais 1kg de alimento não perecível (exceto sal e açúcar). Os ingressos podem ser adquiridos no site do evento.

A 1ª Tattoo Experience Campinas ocorre até 17 de março, das 12h às 22h, no Expo Dom Pedro (Avenida Guilherme Campos, 500, Campinas).

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON