Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Casos de dengue explodem em Campinas e já alertam a Saúde

Foram confirmados 556 casos nos três primeiros meses de 2019. Nos 12 meses do ano passado foram 301

| ACidadeON Campinas

Campinas volta a registrar crescimento nos casos de dengue. Foto: Divulgação/Prefeitura

Campinas já superou, nos três primeiros meses deste ano, o total de casos confirmados de dengue de 2018. Segundo o boletim Epidemiológico Arboviroses do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) publicado ontem (25), são 556 casos confirmados. Nos 12 meses do ano passado foram 301 registros. Ainda há outros 1.390 casos sob investigação.

O maior número de casos atinge a região Noroeste de Campinas, onde ficam os bairros do distrito do Campo Grande. Segundo o boletim, lá foram confirmados 216 casos e outros 343 estão sob investigação. 

Também é grande o número de confirmações na região Norte onde se concentram os bairros dos distritos de Barão Geraldo e Nova Aparecida, além de bairros como Jardim São Marcos, Padre Anchieta e Boa Vista. Ao todo são 107 casos confirmados e outros 258 sob investigação.

Na região Leste foram 84 casos, e outros 251 estão ainda sendo investigados. Lá, ficam concentrados os bairros Taquaral, Parque São Quirino, distrito de Sousas, entre outros.

A Secretaria de Saúde divulgou nota no final da manhã desta terça-feira (26) informando que todos os casos foram confirmados por meio de critério clínico-epidemiológico e por exames laboratoriais. E afirmou que todos os casos da doença no município neste ano é do vírus tipo 2 (DEN-2).  

O número ainda não é epidêmico, mas já chama atenção. A secretaria de Saúde que convocou uma entrevista coletiva para às 14h de hoje na Prefeitura para comentar os casos e divulgar as estratégias do combate.

O objetivo é evitar que os casos confirmados cheguem perto dos registrados nos anos de 2014 e 2015 onde ocorreu o recorde histórico da cidade. Em 2014 foram 42.109 casos, que foi superado por 2015 com 65.634 casos. Nos dois anos houve o registro de 32 pessoas mortas por causa da doença.  
  
DENGUE
 
A dengue é causada por um vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais. Além das medidas de prevenção que devem ser tomados por moradores, como a eliminação dos criadores das larvas que crescem em água parada, já há vacina como forma de prevenção. Existem quatro tipos de dengue, de acordo com os quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. 

A transmissão acontece durante a picada de um mosquito Aedes Aegypti infectado com vírus. Após a picada, os sintomas não são imediatos, pois o vírus tem um tempo de incubação que dura entre 5 a 15 dias. Passado esse tempo, começam a surgir os primeiros sintomas, que podem incluir dor de cabeça, febre alta, dor no fundo dos olhos e dor no corpo.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook