Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Obra de viaduto estaiado no Botafogo entra na última fase

O viaduto interligará a futura Estação Rodoviária ao trecho 1 do Corredor BRT Campo Grande, passando sobre a Avenida Barão de Itapura e sobre a alça de saída dos terminais Rodoviário e Metropolitano

| ACidadeON Campinas

Viaduto entrou na fase final de obras. Foto: Divulgação/Prefeitura

O primeiro viaduto estaiado de Campinas está com 80% das obras finalizadas. Previsto para ter a conclusão em junho, a construção é parte das obras de implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit). Ele está sendo erguido sobre a Avenida Barão de Itapura e promete ser o novo cartão postal da cidade.

O novo elevado tem estrutura em concreto armado e estais em cabos de aço. Já foram finalizadas as fundações e os blocos de apoio da estrutura. Na fase atual, está em execução o mastro central, sendo que dez das 13 etapas previstas já foram concluídas. Todas as vigas transversais e longitudinais da estrutura foram concretadas, além de 50% da laje (etapa que precede o pavimento). Também foi iniciada a passagem dos cabos de protensão das vigas longitudinais.  

O viaduto interligará a futura Estação Rodoviária ao trecho 1 do Corredor BRT Campo Grande, passando sobre a Avenida Barão de Itapura e sobre a alça de saída dos terminais Rodoviário e Metropolitano. No total, o viaduto terá 118 metros de extensão, por 12,80 metros de largura e cerca de 40 metros de altura total (do chão até o final do mastro principal).

Serão 36 cabos (estais) conectados ao mastro de concreto. A estrutura será formada por duas faixas de rolamento e passeio operacional em ambos os lados, destinado à manutenção dos veículos do BRT. A iluminação será em LED. O método construtivo é em concreto armado e protendido, com uso de formas trepantes.

O novo modal é parte de um complexo viário que inclui a construção da Estação Rodoviária e de cinco viadutos no total. As obras foram iniciadas em junho de 2018 e, atualmente, cerca de 40 operários atuam no canteiro de obras. A Estação Rodoviária está sendo construída entre as vias Barão de Itapura e Dr. Mascarenhas e servirá como um ponto estratégico de integração com as linhas de ônibus do sistema convencional do Corredor Campo Grande.  

Os viadutos irão permitir o acesso dos ônibus vindos do Terminal Mercado até a Estação Rodoviária, assim como o acesso da Rua Marquês de Três Rios até a Avenida Governador Pedro de Toledo e ao Terminal Multimodal "Ramos de Azevedo". A fase de concretagem já foi concluída em três dos outros quatro viadutos, sendo que em um deles está em andamento a concretagem da barreira de proteção do tipo New Jersey.  

O complexo viário integra o Lote 1, Trecho 1 do Corredor Campo Grande, que contempla a ligação entre a região central até a Vila Aurocan, com extensão de 4,3 km, além de todo corredor perimetral, com 4,1 km. O responsável pelo Lote 1 é o Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pelas empresas Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono. O valor total do lote é de R$ 88,9 milhões.
 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook