Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Caso Ouro Verde: Ex-servidores prestam depoimento nesta terça

Ex-servidores foram presos durante a segunda fase da Operação Ouro Verde, que investiga supostos desvios de verba no Hospital Ouro Verde

| ACidadeON Campinas

Promotores do Gaeco; depoimentos acontecem na tarde desta terça-feira. Foto: Denny Cesare/Código 19

O ex-diretor do Departamento de Contas na Saúde, Anésio Corat Júnior, e do ex-servidor municipal Ramon Luciano da Silva, vão prestar depoimentos nesta terça-feira (15), a partir das 13h30. Eles foram presos durante a segunda fase da Operação Ouro Verde, que investiga supostos desvios de verba no Hospital Ouro Verde, em Campinas. Eles serão ouvidos na 4ª Vara Criminal de Campinas pelo juiz Caio Ventosa Chaves.

LEIA MAIS   
Servidores envolvidos no caso Ouro Verde são presos pelo Gaeco

Os depoimentos estavam marcados para o dia 12 de março, porém, segundo a assessoria de imprensa do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), o motivo do cancelamento da audiência é porque os réus moram em outros municípios e precisam ser intimados via carta precatória, o que demanda maior tempo. Os depoimentos eram para terem ocorrido no dia 22 de novembro, data da 3ª fase da operação e, depois, a audiência foi remarcada para 12 de março, o que acabou não ocorrendo também.

Ambos chegaram a ser presos em março do ano passado, mas em novembro eles e outros quatro alvos da 2ª fase da operação foram beneficiados por um habeas corpus. Eles foram denunciados à Justiça por organização criminosa, corrupção e peculato.

Na época das operações, na casa de Anésio, os promotores e policiais militares encontraram R$ 1,2 milhão em dinheiro. Na época, ele disse que o dinheiro era de um parente. Em depoimento, Anésio negou que tenha se envolvido em esquema de pagamentos ilícitos. 
 
Os advogados dos dois acusados foram procurados pela reportagem na segunda-feira, mas não responderam a solicitação até a publicação dessa matéria.

ABSOLVIDO

O Prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), já foi absolvido na Câmara por este caso. Foram três votações distintas, sobre cada uma das supostas infrações cometidas pelo prefeito. Em todas elas foram 24 votos favoráveis ao prefeito, e apenas oito contrários. (LEIA MAIS AQUI)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook