Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Vigilância investiga surto de toxoplasmose no Notre Dame

Escola confirmou contaminação de quatro alunos e uma funcionária; pais reclamam de descaso com gatos que frequentam o colégio

| ACidadeON Campinas

Colégio Notre Dame, em Campinas (Foto: ACidade ON Campinas) 

O Devisa (Departamento de Vigilância Sanitária) de Campinas investiga um surto de toxoplasmose que, até agora, atingiu quatro e uma funcionária do Colégio Notre Dame, no bairro de mesmo nome. Segundo a escola, os casos foram notificados entre os dias 8 e 10 de abril.

Uma equipe do Devisa esteve na escola na última sexta-feira (12), e se reuniu hoje (16) para discutir o caso. A assessoria de imprensa da vigilância informou apenas que o surto é investigado e que aguarda mais informações da escola.

A toxoplasmose é uma doença causada por um parasita presente nas fezes de gatos - o contágio se dá pela ingestão de água ou alimentos contaminados. Os sintomas, na maioria dos casos, são os mesmos de uma gripe ou uma virose, mas em pacientes com imunidade baixa, os efeitos podem ser graves, como pneumonia ou inflamações no tecido nervoso.  

CRÍTICAS

A reportagem do ACidade ON falou com uma mãe que tem dois filhos no Notre Dame, e que preferiu não se identificar. Ela afirmou que as informações sobre os casos surgiram em grupos de pais no WhatsApp e por meio dos próprios alunos, e criticou o posicionamento da escola, que demorou para se manifestar de forma oficial sobre o caso.

"Fica todo mundo neste diz que diz, ninguém sabe de verdade o que está acontecendo. Depois reclamam que a gente entra em pânico", afirmou.

Ela também afirma que muitos gatos rondam as dependências da escola. Na sexta-feira, o colégio teria feito uma grande limpeza no pátio, e na segunda, lacrou os bebedouros de uso comum, orientando os alunos a trazerem água de casa.

A mãe de um outro aluno afirmou à reportagem que uma das coordenadoras da escola disse que o colégio não trata os gatos porque eles são de rua, e não pertencem à escola. "Eles não se acham responsáveis, o que é absurdo. E além da toxoplasmose também tem a questão da raiva", disse a mãe.  


OUTRO LADO

Em circular divulgada aos pais e à imprensa nesta terça (16), a direção do Notre Dame informou que, "por ora, não é possível identificar se a fonte da contaminação está dentro ou fora da escola".

Disse ainda que os pais que identificarem a doença em seus filhos, após exames solicitados por seus médicos, devem comunicar a escola imediatamente. Informou também que está tomando providências para retirar os gatos do espaço escolar - sem informar de que forma isso será feito.

O colégio também enviou aos pais um folder com informações sobre a doença, formas de prevenção e tratamento. "Manteremos a comunidade informada a respeito de eventuais novos casos, bem como sobre os resultados das investigações que faremos internamente."

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook