Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Prefeitura pede que Estado não mande pacientes a Campinas

Secretaria da Saúde quer que Central de Regulação pare de transferir doentes de outras cidades para Campinas

| ACidadeON Campinas

Pronto Socorro do Hospital Ouro Verde (Foto: Denny Cesare/Código 19) 

A Secretaria de Saúde de Campinas pediu nesta sexta-feira (3) que a Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) de São Paulo não envie mais pacientes de outras cidades para Campinas nas próximas 48 horas.

A medida foi adotada devido à superlotação dos leitos reservados para o SUS (Sistema Único de Saúde) no município. Na tarde desta sexta, o Hospital PUC-Campinas anunciou a suspensão de novos atendimentos.

Segundo a Saúde Municipal, a medida de suspender as transferências será reavaliada no domingo (6). Também informa que acionou a rede privada para viabilizar a compra de leitos extras. "Além disso, o Hospital Mário Gatti está priorizando os atendimentos de urgência e emergência em detrimento dos atendimentos eletivos", disse, em nota.

A Pasta afirmou ainda que está monitorando constantemente a ocupação dos leitos de urgência e emergência na cidade junto à Central de Regulação, que faz o acompanhamento das vagas disponíveis e o encaminhamento dos pacientes. Esta ocupação é dinâmica e muda a todo momento.

"A Secretaria de Saúde de Campinas está apoiando o Hospital da PUC no trabalho de transferir pacientes para outras unidades de atendimento do município de forma que a instituição normalize o atendimento o mais rápido possível", afirmou a nota.

Segundo a pasta, é "importante ressaltar" que o sistema de urgência e emergência exige responsabilidade compartilhada e as instâncias municipal (que inclui os hospitais Mário Gatti e Ouro Verde, Hospital da PUC, Samu e Central de Regulação Municipal) e estadual (Diretoria Regional de Saúde VII DRS VII, Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde).

Campinas possui 853 leitos SUS (incluindo a PUC, Santa Casa, Beneficência Portuguesa e Maternidade, Ouro Verde e Mário Gatti). No Ouro Verde são 220 leitos e no Mário Gatti 206. Nesta conta não está incluído o HC da Unicamp, que não é de gestão do município.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON