Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Prefeitura pede que Estado não mande pacientes a Campinas

Secretaria da Saúde quer que Central de Regulação pare de transferir doentes de outras cidades para Campinas

| ACidadeON Campinas

Pronto Socorro do Hospital Ouro Verde (Foto: Denny Cesare/Código 19) 

A Secretaria de Saúde de Campinas pediu nesta sexta-feira (3) que a Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) de São Paulo não envie mais pacientes de outras cidades para Campinas nas próximas 48 horas.

A medida foi adotada devido à superlotação dos leitos reservados para o SUS (Sistema Único de Saúde) no município. Na tarde desta sexta, o Hospital PUC-Campinas anunciou a suspensão de novos atendimentos.

Segundo a Saúde Municipal, a medida de suspender as transferências será reavaliada no domingo (6). Também informa que acionou a rede privada para viabilizar a compra de leitos extras. "Além disso, o Hospital Mário Gatti está priorizando os atendimentos de urgência e emergência em detrimento dos atendimentos eletivos", disse, em nota.

A Pasta afirmou ainda que está monitorando constantemente a ocupação dos leitos de urgência e emergência na cidade junto à Central de Regulação, que faz o acompanhamento das vagas disponíveis e o encaminhamento dos pacientes. Esta ocupação é dinâmica e muda a todo momento.

"A Secretaria de Saúde de Campinas está apoiando o Hospital da PUC no trabalho de transferir pacientes para outras unidades de atendimento do município de forma que a instituição normalize o atendimento o mais rápido possível", afirmou a nota.

Segundo a pasta, é "importante ressaltar" que o sistema de urgência e emergência exige responsabilidade compartilhada e as instâncias municipal (que inclui os hospitais Mário Gatti e Ouro Verde, Hospital da PUC, Samu e Central de Regulação Municipal) e estadual (Diretoria Regional de Saúde VII DRS VII, Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde).

Campinas possui 853 leitos SUS (incluindo a PUC, Santa Casa, Beneficência Portuguesa e Maternidade, Ouro Verde e Mário Gatti). No Ouro Verde são 220 leitos e no Mário Gatti 206. Nesta conta não está incluído o HC da Unicamp, que não é de gestão do município.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON