Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Rede demite técnica que furtava remédios do Ouro Verde

A mulher exercia o cargo de técnica de enfermagem do Pronto Socorro Adulto no Hospital Ouro Verde

| ACidadeON Campinas

A técnica de enfermagem de 37 anos, detida por furtar medicamentos do Hospital Ouro Verde em Campinas, onde trabalha, foi demitida na manhã desta quarta-feira (15). Ela ainda tinha vínculo com a Vitale, apontada por esquemas de corrupção no Ouro Verde, e foi demitida por esta empresa. 

A mulher exercia o cargo de técnica de enfermagem do Pronto Socorro Adulto no Hospital Ouro Verde e atuava na unidade desde 22 de fevereiro de 2016, sendo contratada em regime CLT. Até a denúncia, não havia registro de infrações no prontuário funcional da colaboradora.  
 

Técnica de enfermagem foi levada para a delegacia. Foto: Reprodução EPTV

Ressalta-se que no PS, local onde ela trabalhava, há uma rotina de dispensação de um quantitativo mínimo de insumos que ficam armazenados no setor como retaguarda para situações de urgência. A funcionária pode ter subtraído estes materiais aos poucos. Isso já está sendo apurado pelo hospital.

"Todos os funcionários do Hospital Ouro Verde são pagos pela Prefeitura Municipal de Campinas, conforme Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado junto ao Ministério Público do Trabalho. Porém, os contratos de trabalho e o registro em carteira estão sendo substituídos pelas empresas que estão sendo contratadas nas licitações conduzidas pela Rede Mário Gatti", afirmou a nota oficial.

DENÚNCIA DA MÃE

Segundo a mãe da suspeita, responsável pela denúncia, sua filha teria furtado diversos medicamentos pertencentes ao hospital e esses estavam em sua casa. Ela queria que uma viatura fosse buscar os medicamentos em sua residência, que fica no Jardim São Marcos em Valinhos.

A mãe ainda contou que a filha teria ligado pedindo para que ela colocasse fogo em todo medicamento existente dentro da casa e que durante a noite iria ter uma conversa com ela, porém com medo a mãe acionou a Guarda.

Com a identificação da enfermeira e do local em que ela trabalha, as corporações da GM de Campinas e de Valinhos, detiveram a mulher no bairro Vila Boa Vista e ela confessou que cometeu os furtos.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON