Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Campinas lidera o ranking de acidentes contra postes na rede elétrica

Levantamento feito pela CPFL Paulista mostrou que em 2018 foram registradas 545 ocorrências, um aumento de 22,5% em relação ao ano anterior

| ACidadeON Campinas

Responsáveis pelos acidentes contra postes podem amargar prejuízos financeiros, e pagar pelo dano. Foto: Luciano Claudino/Código 19
 
Campinas lidera o ranking de acidentes com postes na rede elétrica da região. O levantamento foi feito pela CPFL Paulista e mostrou que no ano passado foram registradas 545 ocorrências, um aumento de 22,5% frente a 2017.

Em segundo lugar vem Sumaré, com 143 casos, um aumento de 15,3% em relação ao ano anterior, seguido por Hortolândia, com 122 interrupções, crescimento de 14%.

Além de liderar o número de ocorrências na região, Campinas também figura na primeira posição no ranking absoluto das 10 cidades com o maior número de acidente contra postes entre os 306 municípios atendidos pela CPFL Energia no Estado de São Paulo (Leia mais abaixo).

Em média, cada ocorrência na região de Campinas interrompe o fornecimento de energia para 55 clientes, com o tempo médio de restabelecimento de três horas. O tempo de retomada do serviço se explica pelo fato de que as colisões contra os postes exigem, muitas vezes, que a CPFL Paulista reconstrua a rede elétrica no local, com substituição do poste atingido, conforme a dimensão do dano. Dependendo da gravidade do acidente, as equipes de campo precisam também aguardar a realização dos trabalhos da perícia policial.

No comparativo entre 2018 e 2017, apenas as cidades de Valinhos e Amparo não registraram aumento em casos de acidentes com postes de energia. As cidades tiveram uma redução de 11,2% e 25% no número de ocorrências, respectivamente.

"Os acidentes contra postes constituem umas das principais causas de ocorrências na rede elétrica do grupo. Trabalhamos com ações de prevenção no trânsito, levando a nossa mensagem de segurança também aos nossos clientes", afirma o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da CPFL Energia, Marcos Vitor Lopes.

EM 2019

De janeiro a abril deste ano, os municípios da região somaram 321 registros de acidentes com postes. Campinas lidera a lista das cidades com mais acidentes de trânsito envolvendo postes da companhia com 165 ocorrências, seguido por Sumaré (41), Paulínia (26), Valinhos (24), Hortolândia (24), Itapira (15), Amparo (14) e Itatiba (12).  

Além de liderar o número de ocorrências na região, Campinas também figura na primeira posição no ranking absoluto das 10 cidades com o maior número de acidente contra postes entre os 306 municípios atendidos pela CPFL Energia no Estado de São Paulo no acumulado de janeiro de 2017 e abril de 2019.

Com 1,18 milhão de habitantes, o município teve 1.155 casos de falta de energia por conta de colisão contra postes. Jundiaí, com 409,4 mil moradores, fica na segunda posição de ocorrências, com 895 colisões no período, seguida por Ribeirão Preto (682,3 mil habitantes), com 688 desligamentos.

NO BOLSO  

Além do risco à segurança, os responsáveis pelos acidentes contra postes podem amargar prejuízos financeiros, segundo a empresa. Nos casos em que a distribuidora identifica o culpado legal, este deve arcar com os danos causados ao patrimônio da concessionária. Os custos de substituição de um poste do sistema elétrico variam, normalmente, entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil.  

De acordo com a CPFL, a diferença entre os valores depende dos equipamentos instalados tanto pela distribuidora de energia como pelas empresas que ocupam a estrutura. Por exemplo, um poste com iluminação pública simples tem menor valor que aquele que sustenta um transformador de energia e equipamentos de telecomunicação.

RANKING REGIÃO
 
Cidade / Ano / Ocorrências / Variação das Interrupções (2018 vs 2017): 

Campinas - 2018 -> 545 / 22,50%
                    2017 -> 445  

Sumaré - 2018 ->143 / 15,3%
               2017  -> 124  

Hortolândia - 2018 ->122 / 14%
                        2017  -> 107  

Paulínia - 2018 -> 92 / 10,8%
                 2017 ->  83   

Itatiba - 2018 -> 63  / 23,5%
              2017 -> 51  

Valinhos - 2018 -> 55 / -11,2%
                 2017 -> 62  

Itapira - 2018 -> 39 / 25,8%
              2017 -> 31  

Amparo - 2018 -> 30 / -25%
                 2017 -> 40  

Total - 2018  -> 1.089 / 15,5%              
            2017  -> 943 

TRIMESTRE/ESTADO
 
Cidade / Ocorrências / Total /  2017 2018 2019 (janeiro a abril)  
Ocorrências Taxa de colisão contra postes por 10 mil habitantes*  

Campinas - 445 545 165 1155 10
Jundiaí - 402 358 135 895 22
Ribeirão Preto - 281 291 116 688 10
Sorocaba - 300 257 73 630 10
Piracicaba - 257 220 74 551 14
Bauru - 245 227 71 543 15
São José do Rio Preto - 236 212 72 520 12
Indaiatuba - 160 138 44 342 14
Franca - 158 129 52 339 10
Sumaré - 124 143 41 308 11

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON