Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Campinas confirma mais duas mortes por gripe H1N1 em 2019

No total a cidade soma três mortes pela doença; todas as pacientes são mulheres e a causa da morte foi SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave)

| ACidadeON Campinas

(Foto: Luiz Granzotto) 

A Prefeitura de Campinas confirmou mais duas mortes em decorrência do vírus H1N1 - no total são três vítimas. Todas as pacientes são mulheres e a causa da morte foi SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

A primeira vítima morreu no dia 27 de maio, aos 33 anos, e tinha problema no coração. No dia 25 de junho, uma mulher de 63 anos, diabética e pneumopata, foi a segunda. O terceiro óbito foi no dia 26 de julho - uma idosa de 84 anos. Duas foram atendidas na rede privada e uma no SUS.

A Secretaria de Saúde informou que, neste ano, foram notificados 780 casos de SRAG, sendo que 36 deram positivos para Influenza - 20 de H1N1, 12 de H3N2 e 4 para B.

É bom lembrar que a síndrome é considerada uma forma complicada de infecção respiratória causada por bactérias e vírus, inclusive por H1N1. Os sintomas são os típicos de quadros gripais: tosse, febre, coriza, dor de garganta e acometimento do trato respiratório.

As pessoas devem ficar atentas para cuidados gerais: higienização das mãos, evitar contato com pessoas infectadas e procurar lugares abertos.

No inverno, há um aumento dos casos porque a temperatura mais baixa favorece situações de aglomeração de pessoas, e o ar também fica mais seco prejudicando as vias respiratórias.

Mais do ACidade ON