Publicidade

cotidiano

Entram em vigor regras mais brandas para tirar CNH no país

Entre as mudanças estão a redução do número de aulas práticas e o uso opcional de simuladores de trânsito

| Folhapress -

Modelo de CNH Digital

Começaram a valer nesta semana as novas regras para tirar a  CNH (Carteira Nacional de Habilitação) no país. As regras haviam sido firmadas em julho pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e passaram a vigorar agora.    

Entre as mudanças estão a redução do número de aulas práticas, o uso opcional de simuladores de trânsito, e a suspensão de necessidade de aulas para se obter a autorização de condução de ciclomotores, um tipo de veículo mais leve do que as motocicletas e que têm até 50 cilindradas.    

As mudanças são criticadas por especialistas que alertam para a necessidade de melhorar o sistema de formação de condutores no país. O Brasil tem anualmente mais de 35 mil mortes em seu trânsito.   

O governo Jair Bolsonaro tem uma política de flexibilização das regras e de redução da fiscalização no setor, medidas que não encontram apoio entre especialistas e nem na maioria da população.    

As novas regras reduzem de 25 para 20 o número de horas de aulas práticas necessárias para obter a CNH da categoria B (carros). O número de horas de aulas noturnas para obter tanto a categoria A (motos) quanto a B também caiu para uma hora. O uso de simuladores de direção para quem tenta a habilitação para dirigir carros também passou a ser opcional, segundo a resolução do Contran: "o candidato poderá optar por realizar até cinco horas/aula em simulador de direção veicular, desde que disponível no CFC [Centro de Formação de Condutores]".   

Os simuladores passaram a ser obrigatórios em 2014. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse em reunião do Contran, segundo a Agência Brasil, que "ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor".   

O Contran também suspendeu por um ano a necessidade de aulas teóricas e práticas para conseguir a ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotor), que permite pilotar ciclomotores de até 50 cilindradas.   

COMO ERA   

Número de horas/aula para tirar CNH na categoria B (carros): 25  
Número de horas/aula no período noturno: quatro para tirar CNH A (motos) e cinco para tirar CNH B (carros)  
Número de horas/aula para tirar Autorização para Conduzir Ciclomotor: 20   

COMO FICA   

Número de horas/aula para tirar CNH na categoria B (carros): 20  
Número de horas/aula no período noturno: uma para tirar CNH A (motos) e uma para tirar CNH B (carros)  
Número de horas/aula para tirar Autorização para Conduzir Ciclomotor: 5, mas exigência foi suspensa por um ano  


Mais notícias


Publicidade