Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Viracopos diz que assalto é problema de "segurança pública"

Concessionária afirma que quadrilha armada com fuzil .50 oferece risco para qualquer empresa, independente de seu sistema de segurança

| ACidadeON Campinas

Ocorrência foi na manhã desta quinta-feira no Aeroporto de Viracopos (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

Questionada sobre uma eventual fragilidade de seu sistema de segurança, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, informou na noite desta quinta-feira (17) que o assalto a Brink's, no terminal, é um "problema de segurança pública".

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, que gerencia o terminal, informou por meio de sua assessoria de imprensa que o seu sistema de segurança foi importante para que o assalto fosse mal sucedido. "A começar pelo dilaceramento dos pneus dos veículos logo no início do assalto ao entrarem no terminal", disse em nota.

"Além disso, a concessionária informa que esse tipo de crime trata-se de um problema de segurança pública, tendo em vista que uma quadrilha volumosa usando armamentos de uso exclusivo das forças armadas torna-se um risco pra qualquer empresa no país por mais segurança que ela tenha", disse a assessoria.

ANAC 

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) disse nesta quinta que vai solicitar à concessionária informações sobre as ações ocorridas no aeroporto. Segundo a agência, essas informações vão gerar um relatório que se tornará objeto de análise para verificação de eventuais medidas de segurança que não estejam em legalidade com as normas da Aviação Civil Contra Atos de Interferência Ilícita."
Não há prazo regimental para término da análise", disse a Anac.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON