Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Viracopos: mulher feita refém tem melhora no hospital

Ela foi baleada durante a ação que matou o homem que a fazia refém

| ACidadeON Campinas

Mulher de 37 anos foi baleada na última quinta-feira (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

A mulher de 37 anos, feita refém por cerca de duas horas junto com a filha de 10 meses após o assalto no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, na quinta-feira (17), e que foi baleada, teve melhora em seu estado de saúde.  
 
LEIA MAIS 
PM muda versão e confirma que mulher foi baleada


Ela chegou a ser internada no Hospital PUC-Campinas, e depois transferida para o Beneficência Portuguesa. A assessoria de imprensa da unidade de saúde informou que o quadro está evoluindo bem.

"Ela está estável e não está mais entubada. Os tubos foram retirados ontem", informou. A família não deixou passar mais detalhes.

CONFIRMAÇÃO E INVESTIGAÇÃO

A PM (Polícia Militar) mudou sua versão e confirmou que a vítima foi baleada durante a ação. A PM informou, a princípio, que ela teria sido atingida por estilhaços do projétil na região da lombar após o sniper da Polícia Militar matar o homem que a mantinha refém. Ele morreu na hora. No dia a PM confirmou que o sequestrador não efetuou disparos.

A PM informou, ainda, que, conforme determinam os protocolos e procedimentos da corporação para ocorrências envolvendo confronto policial e óbito, foi instaurada investigação para apurar as circunstâncias da ação.

"Os resultados da apuração serão apresentados à sociedade assim que o trabalho investigativo for concluído", finalizou a nota.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON