Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Setec publica autorização para privatizar crematório municipal

O local realiza cerca de 80 cremações por mês. O preço médio para cremar uma pessoa é de cerca de R$ 2,5 mil

| ACidadeON Campinas

Crematório de Campinas será privatizado pela Setec (Foto: Divulgação/PMC) 

A Setec (Serviços Técnicos Gerais) de Campinas publicou, no Diário Oficial desta terça-feira (5), a justificativa para a privatização do Crematório Municipal da cidade. O contrato vai valer por 30 anos e ainda não há prazo para a publicação do edital.

O presidente da Setec, Arnaldo Salvetti, informou que foi realizado um estudo por diversos setores da autarquia e chegou-se a conclusão que o crematório tem um déficit de cerca de R$ 40 mil por mês.

Além da própria cremação em si, a outorga também vai contemplar a reforma, ampliação, operação, manutenção e exploração de todo o sistema existente.

Hoje o Crematório Municipal realiza cerca de 80 cremações por mês. O preço médio para cremar uma pessoa é cerca de R$ 2,5 mil.

"Hoje, com gastos com funcionários e manutenção do espaço, ficou inviável manter ele sob a administração do poder público. Realizamos diversos estudos e chegamos a conclusão que a outorga é o melhor caminho", explicou.

O LOCAL

O Crematório Municipal foi construído em uma rea total de 600 metros quadrados e seu interior abriga duas salas para velório, área para café, sala de estar e anfiteatro para acompanhamento da cremação, que a princípio conta com um forno, com espaço para a colocação de mais um.

O início do funcionamento estava previsto inicialmente para o fim de 2013, mas acabou sendo inaugurado em 2015, com uma valor total de R$ 2 milhões de toda a obra.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON