Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Jonas irá pagar escola particular para alunos na fila de espera

O projeto de lei assinado hoje irá pagar até R$ 1 mil para estudantes na fila da educação infantil; déficit é de 6,5 mil crianças

| ACidadeON Campinas

Prefeito Jonas Donizette durante coletiva na manhã de hoje. Foto: Thiago Rovêdo/ACidade ON Campinas

O Prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), assinou, na manhã desta sexta-feira (29) um PL (Projeto de Lei) que vai pagar escolas particulares para alunos que estão na lista de espera por vagas na educação infantil. A lei irá valer para crianças de 0 a 5 anos a partir de 2020.  

Chamado de "Creche para Todos" o programa vai funcionar como uma bolsa de estudos que paga mensalmente por alunos a instituições que serão credenciadas na Secretaria de Educação.  
 
LEIA TAMBÉM  
Campinas é escolhida para receber escola cívico-militar

Escola do São Domingos é escolhida para ser cívico-militar
Mães aprovam escola cívico-militar no São Domingos

Será disponibilizada uma verba de 280 Ufics (Unidades Fiscais de Campinas) - R$ 1.012,51 para alunos de 0 a 3 anos que estudam em período integral; 170 Ufics, cerca de R$ 614,74, para estudantes de 4 e 5 anos no período parcial; para alunos da Educação Especial será acrescido ainda um valor de 100 Ufics - R$ 361,61.  

"O número se vagas que criei já era para ter zerado, mas a demanda cresceu demais. Tivemos até ordem judicial de crianças que não eram de Campinas", afirmou Jonas.  

Caso o PL seja aprovado pelos vereadores, a Secretaria de Educação irá estabelecer critérios que devem ser seguidos pelas escolas. Um dos requisitos é que tenha o selo Escola Bem Legal - leia mais abaixo.  

Atualmente o déficit na educação infantil é de 6,5 mil alunos. As crianças encaminhadas ao programa vão obedecer a classificação na lista de espera da rede municipal.  

O presidente da Câmara de Campinas, Marcos Bernardelli (PSDB) afirmou que o PL deverá ser votado ainda neste ano em duas sessões extraordinárias.  

ESCOLA BEM LEGAL  

Jonas também entregou, nesta sexta-feira, o selo Escola Bem Legal para 73 unidades. Isso significa que a escola é reconhecida e supervisionada pela Secretaria de Educação.  

Uma escola que não é credenciada é o mesmo que ser clandestina e uma das consequências, por exemplo, é não ter a documentação do aluno reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação).

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON