Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Preço de material escolar varia até 352%, diz Procon

Órgão divulgou pesquisa sobre diferenças de preços nos produtos escolares de Campinas

| ACidadeON Campinas

Pesquisa diz que preços dos materiais tem grandes variações entre as papelarias (Foto: Marivaldo Oliveira/Codigo19)
O Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campinas divulgou a pesquisa de preços de materiais escolares, feita pelo órgão para orientar os consumidores durante a compra dos produtos na volta às aulas. A pesquisa, feita em oito estabelecimentos no começo de dezembro, pesquisou 257 produtos escolares, entre eles cadernos, canetas, borracha, e lápis e apontou variações de mais de 300% nos preços dos materiais.  

Segundo a pesquisa, nos comércios consultados o giz de cera com 6 unidades foi o material com maior variação de preço, com 352,83%, indo de R$2,65 à R$12,00. Outra variação significativa foi do apontador, com 350%, oscilando de R$1,00 à R$4,50. Já o caderno universitário com 200 folhas teve variação de 257,97%, com preços variando entre R$6,90 e R$24,70. A planilha da pesquisa completa com todos os valores é possível ser consultada aqui.  

A diretora do Procon de Campinas, Yara Pupo, orienta os pais a pesquisarem vários lugares e a negociarem o valor dos materiais. "Nossa equipe identificou diferenças significativas de preços entre os estabelecimentos pesquisados, ou seja, vale a pena fazer o levantamento antes de fechar a compra. É importante que os pais pesquisem e tentem negociar descontos nos estabelecimentos", disse a diretora, orientando também para compras em grupos.  

"Outra dica é tentar fazer compras coletivas, com outros pais, o que pode garantir, por conta da quantidade, um desconto maior", indicou.  

Pupo também orienta aos pais que fiquem atentos aos pedidos das escolas na lista de material escolar. Segundo a diretora, as instituições podem apenas pedir a compra de materiais utilizados para atividades pedagógicas, em quantidade coerente com as atividades realizadas e sem restrição de marca.  

Os consumidores que tiverem problemas ou dúvidas devem procurar o Procon de Campinas em uma de suas unidades ou pelo telefone 151.

Mais do ACidade ON