Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Chuva cancela ônibus para São Paulo e deixa rodoviária lotada

Passageiros que iam para a capital não conseguiram embarcar após as viagens serem canceladas

| ACidadeON Campinas

Chuva em São Paulo gerou cancelamentos e grandes filas na Rodoviária de Campinas (Foto: Reprodução de vídeo)
O Terminal Ramos de Azevedo em Campinas registrou uma manhã de caos nesta segunda-feira (10), com filas de passageiros que tiveram as viagens canceladas para São Paulo. Os ônibus para capital estão com restrição de saída por causa dos alagamentos na cidade, após as chuvas que atingem a cidade desde a noite de ontem (9).

As três empresas que fazem viagens para a capital, as viações Cometa, Santa Crus e Lirabus cancelaram as saídas de Campinas e não estão vendendo passagens para São Paulo nesta manhã.

Na viação Santa Cruz e na Lirabus, ainda não há previsão de retorno das viagens. A Cometa informou que a previsão é que as viagens devem ser retornadas após as 13h.

A Lirabus informou que as viagens foram suspensas às 8h de hoje, e aguardam liberação das vias de acesso ao terminal rodoviário de São Paulo para retomarem as vendas.

Ainda segundo a empresa, dois ônibus que saíram de Campinas em direção a capital entre 4h30 e 6h tiverem que retornar, e outros seis ônibus que tiveram saída após esse horário, ficaram pelo caminho, sem retorno.

Os ônibus para os aeroportos de Congonhas e Guarulhos também tiveram problemas. Segundo a viação Lira, não houve retorno de dois ônibus que saíram de Campinas a Congonhas nesta manhã. Para Guarulhos o primeiro ônibus retornou por conta da chuva, e os outros seguiram viagem mas com destino alterado, fazendo o trajeto pela Rodovia Fernão Dias.  
 
VOOS

Ao menos seis voos que tinham como destino o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, foram alternados para o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

Segundo a assessoria de imprensa de Viracopos, dos seis voos, dois já retornaram para Guarulhos, no final dessa manhã, e os outros quatro ainda aguardam a liberação. Um deles é internacional.

TRANSTORNO

O cancelamento preocupou os passageiros de Campinas que já tinham viagem prevista para a capital. O professor universitário Leonardo Silva, tinha uma reunião agendada em São Paulo no período da tarde, e agora disse não saber o que fazer.

"Está tudo parado, ninguém entra e ninguém sai de lá. Para quem precisa ir, fica essa sensação de estar perdido. A gente não sabe mesmo o que faz", disse o professor.

O engenheiro Matheus Menegatti tem um voo em Guarulhos de tarde e iria pegar ônibus para capital nesta manhã, mas chegando a Rodoviária de Campinas se deparou com as viagens canceladas.

"Falaram que as viagens estão canceladas pelas chuvas e não tem previsão de volta, agora eu vou tentar por fora. Ver se por aplicativo de ônibus está fazendo, última alternativa", comentou o engenheiro.

Pela manhã, a Marginal Tietê teve pontos de alagamento na altura das pontes das Bandeiras, Jaguaré, Ari Torres, Cidade Jardim, Limão, Piqueri e Casa Verde. A pista local da Marginal Pinheiros na altura da ponte Engenheiro Roberto Rossi Zuccolo, no sentido Castole Branco, na zona Sul, está interditada (leia mais aqui).

 
POSIÇÃO

A Socicam, concessionária responsável pela gestão do Terminal Rodoviário de Campinas, disse que desde as primeiras horas do dia teve as vendas para São Paulo suspensas, e que as remarcações das passagens devem ser checadas diretamente com cada empresa de ônibus.

Segundo a Lirabus, os passageiros que tiveram as viagens canceladas podem reagendar ou pedir reembolso. A Cometa respondeu em nota que não cobrará multa para a remarcação ou reembolso das viagens.

A viação Santa Cruz ainda não se pronunciou sobre as passagens. A empresa também não atendeu aos telefonemas até o momento da publicação.

Mais do ACidade ON