Aguarde...

cotidiano

Covid-19: pacientes podem pedir atestado por telefone

Prefeitura pede para que pessoas com sintomas leves não se dirijam a unidades de saúde; hospitais Mário Gatti e Ouro Verde suspenderam cirurgias eletivas por 60 dias

| ACidadeON Campinas

O Hospital Municipal Mário Gatti, em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Codigo19)


Depois de Campinas confirmar o segundo caso de coronavírus na cidade, a Rede Mário Gatti - que envolve os hospitais Mário Gatti, Ouro Verde, as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e PAs (Pronto Atendimentos) - anunciou nesta segunda-feira (16) que pacientes com sintomas leves da doença poderão solicitar atestados médicos por telefone.  

LEIA MAIS  
Covid-19: Azul suspende 2 voos de Viracopos; veja como remarcar
Indaiatuba investiga óbito de mulher de 42 anos por Covid-19 

Além disso, todas as cirurgias eletivas - não emergenciais - serão suspensas pelos próximos 60 dias. As medidas fazem parte de 18 ações adotadas pelo hospital para não estressar a unidade e evitar a transmissão da nova doença.

Quem precisar de atestado médico e estiver sem sintomas graves não deve comparecer aos hospitais e pronto-atendimentos. O atestado deve ser solicitado pelo telefone 160. Mais cedo, o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que acredita na "boa fé" das pessoas para que não mintam para conseguirem atestados.

A suspensão das cirurgias vale a partir do dia 23 de março. Outra medida é a suspensão de procedimentos e consultas ambulatoriais nas unidades de saúde. Esta segunda ação não vale para acompanhamentos pós-cirúrgicos e situações emergenciais definidas pelas equipes médicas técnicas.

Já os leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no Ouro Verde deverão ser prioritários para pacientes portadores do Covid-19 e as portas são prioritárias para estes pacientes em toda a rede.

MAIS SUSPENSÕES

A rede pública de saúde de Campinas também suspendeu férias e licenças agendadas de servidores por dois meses. E, por 30 dias, estão suspensos eventos, cursos, treinamentos e reuniões.

Isso tudo para priorizar a desospitalização de pacientes e focar nos casos suspeitos de coronavírus. Os estágios e atendimentos de cirurgiões dentistas também foram suspensos.

Sobre o trabalho dos servidores, quem tem mais de 60 anos e quem está no grupo de risco poderá trabalhar remotamente. As equipes também poderão fazer revezamento ou trabalhar de casa quando for possível.

Mais do ACidade ON