Aguarde...

cotidiano

Campinas terá hospital exclusivo para tratar coronavírus

A unidade vai funcionar na AME (Ambulatório Médico de Especialidades), localizado no Parque Itália

| ACidadeON Campinas

Jonas Donizette (PSB) em visita ao AME, futuro hospital exclusivo para o Covid-19 (Foto: Divulgação) 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), confirmou, através de uma live no Facebook na manhã desta quarta-feira (18), que a cidade terá um hospital específico para tratar pacientes com coronavírus. O município já tem três casos confirmados e 91 suspeitos (leia mais abaixo).

A unidade vai funcionar na AME (Ambulatório Médico de Especialidades), localizado no Parque Itália. A inauguração será antecipada, mas o prefeito ainda não confirmou a data - a previsão inicial era o início de abril.

De acordo com Jonas, a unidade vai comportar 35 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para os pacientes infectados. "Depois que essa fase passar, e ela vai passar, ele volta ao seu plano original", disse Jonas. 

CASOS

Campinas registou seu terceiro caso confirmado para Covid-19 na manhã desta quarta-feira (18). Trata-se de uma professora do IC (Instituto de Computação) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

A paciente, de 37 anos, retornou de viagem do Canadá no dia 29 de fevereiro e teve início de sintomas no dia 4 de março. Ela está em afastamento domiciliar e passa bem. Seus contactantes estão sendo monitorados.

O primeiro caso confirmado de coronavírus em Campinas foi divulgado na última sexta-feira (13). A paciente é uma estudante da faculdade São Leopoldo Mandic que esteve na festa de casamento da irmã da blogueira Gabriela Pugliesi, na Bahia.

O segundo caso de Covid-19 é de uma mulher de 48 anos que estava na Europa e voltou ao Brasil no dia 8 de março. 

SUSPEITOS

A Prefeitura de Campinas confirmou que investiga 91 casos suspeitos do coronavírus na cidade. A Administração lançou um hotsite com informações sobre o impacto do coronavírus com números atualizados por dia.

Mais do ACidade ON