Aguarde...

cotidiano

Campinas decreta situação de emergência por conta do coronavírus

Decreto estará publicado no Diário Oficial desta quinta-feira

| ACidadeON Campinas

Catedral de Campinas. (Foto: Denny Cesare/Código 19)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), decreta, a partir desta quinta-feira (19) situação de emergência no município por conta do enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus.   

Hoje (18), Campinas confirmou o terceiro caso da doença e a Secretaria de Saúde investiga outros 127 casos suspeitos. No Brasil já são três mortes causadas pelo coronavírus. O documento também define outras medidas no município que serão informados amanhã.

Segundo a Prefeitura, o decreto é um aspecto formal para que a Administração tenha segurança jurídica em fazer compras diretas, ou seja, com dispensa de licitação, de equipamentos e serviços específicos no combate à pandemia, como por exemplo, EPIs (Equipamento de Proteção Individual) para os servidores da Saúde e também adquirir testes para detecção do coronavírus.  

"Este decreto vem reforçar todas as medidas emergenciais tomadas pela Prefeitura para o enfrentamento do coronavírus", afirmou o prefeito.

Além disso, no decreto também fica determinado a interrupção por 30 dias dos prazos de processos administrativos da administração direta e indireta. Também estabelece que os órgãos da administração direta, autarquias e fundações, no âmbito de suas competências, poderão expedir normas complementares.

Hoje (18) Jonas ampliou as medidas restritivas em Campinas para tentar combater o contágio do coronavírus. Na semana passada a Administração já havia cancelado eventos com aglomeração de pessoas, como missas e eventos esportivos, na segunda-feira (16), recomendou a mudança no horário no comércio para evitar aglomeração no transporte público, hoje Jonas anunciou o fechamento de todos os 25 parques e bosques de Campinas como a Lagoa do Taquaral a partir de amanhã. Além dos parques e bosques, as 35 praças de esporte de Campinas, incluindo as piscinas públicas, interromperam o funcionamento desde ontem, terça-feira, 17 de março. Todas as atividades oferecidas nesses espaços também estão suspensas. 
 
COMBATE

O prefeito também informou que a cidade terá um hospital específico para tratar pacientes com coronavírus. A unidade vai funcionar na AME (Ambulatório Médico de Especialidades), localizado no Parque Itália. A inauguração será antecipada, mas o prefeito ainda não confirmou a data - a previsão inicial era o início de abril (leia mais aqui).

Além da Administração o Hospital de Clínicas da Unicamp anunciou hoje (18) mudanças no atendimento de pacientes. Entre as medidas adotadas, o hospital contará com tendas do Exército, na área externa, para atendimento a pacientes com sintomas do coronavírus. A previsão é que o atendimento diferenciado comece na próxima segunda-feira (23) (leia mais aqui).

Mais do ACidade ON