Aguarde...

cotidiano

Polícia prende jardineiro acusado de matar idosa no Chapadão

Ele prestava serviço para a vítima e confessou o crime porque a intenção dele era furtar a casa da mulher, porém ela descobriu

| ACidadeON Campinas

 

Crime ocorreu no Jardim Chapadão em Campinas. (Foto: Luciano Claudino/Código 19/ Arquivo)

Um jardineiro de 34 anos é o principal suspeito de matar com uma faca a aposentada Olga Sumie Utino, de 75 anos, no Jardim Chapadão, em Campinas no começo desse mês. O homem foi preso ontem pela Polícia Civil de Campinas.

Ele prestava serviço para a vítima e confessou o crime porque a intenção dele era furtar a casa da mulher, porém ela descobriu. O crime foi registrado como latrocínio, ele levou uma carteira com R$ 22, cartões de banco, um relógio e uma medalha da residência.

A polícia chegou até o acusado após encontrar a marca de uma pegada e ver imagens de câmeras de segurança da rua. Segundo o delegado Rui Pegolo, do SHPP (Setor de Homicídio e Proteção à Pessoa) alguns vizinhos da vítima também reconheceram o jardineiro, já que ele havia prestado serviço em outras casas do bairro. Ele teve o pedido de prisão temporária decretado pela Justiça.  
 
Jean Michel dos Reis foi preso próximo a casa onde ele mora, no Jardim San Martim. Ele estava caminhando e chegou a falar que estava indo se apresentar à polícia. Ele afirmou que achava que a mulher guardava dinheiro em casa.

Ainda segundo a investigação da polícia, o homem matou a mulher um dia antes, no dia 11. O corpo foi encontrado no quintal da casa onde ela mora, na Rua João Erbolato, por vizinhos no dia 12.

O acusado disse à polícia que matou a vítima por volta das 7h30 do dia 11. Ele também contou que havia feito um serviço para a idosa uma semana antes, e recebido R$ 150 por isso. Como ela deixou acertado um retorno, ele contou que planejou um furto.  

O jardineiro disse também que realizava o serviço quando aproveitou para pular uma janela para furtar. Nesse momento, a vítima viu a ação e começou a gritar "ladrão".  

Ele confessou que, para parar a mulher, jogou um vaso contra a idosa, que não caiu, e continuou a grita. Então, ele pegou uma faca que utilizava no serviço e a golpeou na região do pescoço.  

O jardineiro ainda afirmou que vendeu por R$ 35,00 o relógio roubado da vítima ele e usou com os R$ 20 em notas e R$ 2 em moedas também roubados da mulher, a carteira onde estava o valor foi descartada próximo do local do crime.  

O jardineiro foi preso por latrocínio. Ele já tinha passagens por tráfico de drogas.

Mais do ACidade ON