Aguarde...

cotidiano

Campinas terá feriadão entre os dias 25 e 27 de maio

Campinas segue exemplo da capital e do governo do Estado e antecipa feriados municipais para aumentar índices de isolamento social

| ACidadeON Campinas

O prefeito Jonas Donizette (PSB) (Foto: Carlos Bassan/PMC)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), seguiu o exemplo da capital paulista e do governo do Estado e decidiu adiantar dois feriados municipais para a semana que vem. Ele fez o anúncio na tarde desta terça-feira (19) em transmissão ao vivo em suas redes sociais.

Com isso, a cidade deve ficar com atividades suspensas na segunda-feira (25), terça (26) e quarta (27). Na segunda, o governo estadual antecipou o feriado de 9 de julho, aniversário da Revolução Constitucionalista. 

LEIA MAIS  
Campinas confirma mais uma morte e 64 casos de coronavírus

O feriado de Corpus Christi (11 de junho) foi para o dia 26 e o Dia da Consciência Negra (20 de novembro), para o dia 27. Os dois são feriados municipais. Contando o fim de semana, serão cinco dias parados.

O feriado no dia 8 de dezembro, dia da padroeira de Campinas, não foi modificado. "Quis deixar um feriado caso precise tomar a mesma medida mais pra frente", disse Jonas.

Para a medida ser implantada, a Câmara ainda precisa aprovar um projeto, que prevê a antecipação e foi enviado hoje pelo Executivo. As votações devem acontecer até quinta para que seja sancionado e publicado até sexta (22). Como Jonas tem apoio da maioria da Casa, não deve haver problema para as aprovações.

O objetivo da medida é aumentar os índices de isolamento social no enfrentamento da pandemia de covid-19. Nos fins de semana e feriado, a taxa tem sido maior, acima de 50%. O isolamento entre 50% e 55% é um dos critérios adotados para promover medidas de flexibilização da quarentena e reabertura do comércio.

"Gostaríamos muito que quando chegar o dia 31 (de maio), possamos ter um horizonte de saída. Se compararmos feriado com as características de domingo, tem sentido", disse o prefeito.

O prefeito destacou, no entanto, que os dias de descanso não são "para passear". "Esse feriado não é para passear. É importante que as pessoas fiquem em casa. Precisamos intensificar o isolamento social para ter resultados no começo de junho. Tudo que fizermos de bom ou ruim vai se refletir no começo de junho", disse.  

"LOCKDOWN RODOVIÁRIO" 

Jonas disse ainda que vai enviar um ofício para o comando da Polícia Militar Rodoviária para tentar impedir que moradores da capital paulista venham até a região no "feriadão" que começa amanhã (20) em São Paulo. Lá, o prefeito Bruno Covas (PSDB) antecipou dois feriados municipais, para quarta e quinta-feira, e decretou ponto facultativo na sexta. Sendo assim, serão seis dias sem atividades, contando o fim de semana. 

"Esperamos que as pessoas da capital não utilizem esses dias para passear no interior ou no litoral, e vamos pedir ajuda da polícia para orientar os motoristas", disse o prefeito Jonas Donizette.

Mais do ACidade ON