Aguarde...

cotidiano

Campinas lidera ranking de colisões contra poste, segundo CPFL

Segundo a empresa, uma troca de poste leva em média três horas para ser concluída.

| ACidadeON Campinas

Poste sendo substituído por equipe da empresa. (Foto: Reprodução EPTV)

Um levantamento feito pela CPFL Paulista apontou que a colisão contra postes é a principal causa de ocorrências na rede elétrica do grupo. O maior problema que isso causa são os apagões em áreas onde esses acidentes ocorrem. Na região, a cidade que lidera o número de casos é Campinas.

Em 2019 a cidade registrou 503 colisões contra postes. Neste ano, os dados levantados até o dia 10 de maio, mostram que ocorreram 181 colisões. Na sequência de Campinas, vem a cidade de Sumaré com 117 casos em 2019 e 39 neste ano. Depois aparece Valinhos com 89 casos no ano passado e 16 neste ano. E, por último Paulínia, com 84 casos ano passado e 22 neste ano.

Segundo a empresa, uma troca de poste leva em média três horas para ser concluída.   

Ontem, um acidente deixou parte do bairro Jardim Estela, em Campinas, sem energia. Dois postes caíram na Avenida José Cristovão Gonçalves depois que um caminhão ficou enroscado nos fios.

Outro acidente parecido também em Campinas assustou os moradores da Vila Georgina. Segundo a Polícia Militar, o motorista tentou dar ré quando percebeu que a rua era sem saída. Mas os fios ficaram presos no baú do caminhão. Dois postes caíram, um deles com transformador.

Mais do ACidade ON