Aguarde...

cotidiano

Valinhos abre nova unidade para atendimento de covid-19

Local deve aumentar a capacidade de atendimento para casos suspeitos, e será responsável pelos testes nos sintomáticos

| ACidadeON Campinas

Unidade funcionará para triagem de pacientes com suspeita de covid-19 (Foto: Reprodução de vídeo/ EPTV)

Valinhos inaugura nesta quarta-feira (1º) o Centro de Apoio e Triagem para covid-19, para atendimento exclusivo de atendimentos com suspeita da doença. A unidade vai funcionar no CEV 1 (Centro de Especialidades Valinhos 1), antigo CAUE, na Avenida dos Esportes, região central da cidade.  

Segundo a Prefeitura, a inauguração foi feita para ampliar a rede de atenção aos casos de coronavírus durante o momento de aumento da doença. O mês de junho, segundo a Saúde, foi responsável por 518 casos do total de 692 casos confirmados na cidade. Até o momento, o município contabiliza ainda 26 mortes pela doença- deste total, 431 casos e 13 mortes são de moradores de Valinhos, o restante dos pacientes atendidos informaram que residem em outros municípios.

A nova unidade deve atender pacientes com sintomas gripais e de covid-19, e vai ser um reforço ao serviço que já é oferecido na tenda montada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), visando ampliar a capacidade de atendimento dos casos mais leves da doença.  

Segundo a prefeitura, a média de atendimentos na tenda tem oscilado entre 60 a 85 pacientes por dia, e deve passar para 200 a partir da nova inauguração. Além das consultas, a Saúde vai centralizar no Centro a realização dos testes para a covid-19, que até ontem eram feitos na UBS Paraíso.  

O centro de apoio deve funcionar de segunda à sexta, das 7h às 19h, e terá dois médicos, um enfermeiro e três técnicos de enfermagem.  

Para atendimento, os pacientes serão cadastrados e passarão por avaliação médica e exames. Os casos mais simples, segundo a Saúde, serão orientados a voltar para casa e ficar em isolamento social.  Os mais complexos devem ser encaminhados para atendimento na UPA e, se for necessário, seguem para internação na Santa Casa. Uma ambulância ficará de prontidão para o caso de transporte urgente de pacientes que necessitem de cuidados adicionais. 


Mais do ACidade ON