Aguarde...

cotidiano

Operação prende cinco por suspeita na morte de mulher em Recife

A operação batizada de Caixa Preta começou a investigar o caso ocorrido em outubro de 2019

| ACidadeON Campinas

Presos foram levados para a DIG em Campinas. (Foto: Luciano Claudino/Código 19) 

 
O Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de Campinas e de Piracicaba, em apoio à Policia Civil de Pernambuco, cumpriu cinco mandados de prisão em Campinas, Indaiatuba e Hortolândia relacionados a um homicídio ocorrido em Recife no ano passado. As cinco pessoas foram presas hoje cedo pela Polícia Civil.  

Além desses mandados, também foram cumpridos outros em Castilho (São Paulo) e na região de Recife (Pernambuco), também relacionados ao mesmo crime.  

A operação batizada de Caixa Preta começou a investigar o caso ocorrido em outubro de 2019 com o objetivo de identificar os autores de um homicídio ocorrido no dia 24 do mesmo mês. Na data, uma mulher foi assassinada a tiros, na frente da filha, em Paulista, na Grande Recife.

De acordo com a Polícia Civil, Dinorah Cristina Barbosa da Silva estava dentro do quarto com seu bebê de cinco meses quando desconhecidos invadiram a casa e efetuaram os disparos de arma de fogo. A criança não foi ferida pelos criminosos. A polícia também informou que outra mulher, avó da criança e mãe de Donorah, também estava na residência e não foi atingida.

O crime foi cometido por dois homens que usavam capuz para cobrir o rosto. A vítima, de acordo com a polícia, estava desempregada.

No decorrer das diligências, a polícia constatou que os autores integram uma organização voltada à prática do homicídio, ocorrido em Pernambuco, e, no Estado de São Paulo, atuando com tráfico de drogas e estelionato.

Ao todo 40 policiais estão envolvidos na operação hoje. "A vítima foi brutalmente assassinada na frente da filha. Com isso, ele passou a ser conduzido pela Polícia Civil. Ele ocorreu de forma brutal e os autores são investigados. Ao todo foram cumpridos 11 mandados de prisão", afirmou um dos delegados que está a frente da operação, Vitor Freitas.

Mais do ACidade ON