Aguarde...

cotidiano

HC teme suspender cirurgias eletivas por baixo estoque de sangue

O médico diretor da coleta do Hemocentro conta que muitos doadores estão impedidos de doar, porque tiveram covid-19, ou contato com doentes

| ACidadeON Campinas

 

Doação de sangue na Unicamp. (Foto: Reprodução EPTV)

O Hospital de Clínicas da Unicamp retomou, nesta semana, as cirurgias eletivas, aquelas que não são de urgência. Só que esses procedimentos correm o risco de ser cancelados porque o estoque de sangue está muito baixo. Por isso, o Hemocentro está fazendo um apelo para que as pessoas que estão saudáveis façam a doação o quanto antes.
Para dar mais segurança aos doadores nesse período de pandemia, o Hemocentro está fazendo a coleta com hora marcada. Para agendar, o site é o agendamento.hemocentro.unicamp.br. O estoque precisa de todos os tipos sanguíneos.

O médico diretor da coleta do Hemocentro conta que muitos doadores estão impedidos de doar, porque tiveram covid-19, ou contato com doentes. "O que acontece é que agora nossos potenciais doares ou estão doentes, ou tiveram contato com pessoas doentes o que impede a doação, no caso de doentes, por 30 dias, e no caso dos contactantes por 15 dias. Então isso está tendo um impacto enorme associado a queda da temperatura dos últimos dias, então as condições climáticas que interferem sempre de forma negativa e traz uma grande preocupação porque estamos com um estoque crítico e pode colocar em risco, inclusive, as urgências e emergências, não só as cirurgias eletivas", afirmou Vagner de Castro.  

Em março, as cirurgias não são consideradas de urgência ou emergência, foram suspensas, pra preservar leitos para pacientes com a covid-19. A retomada foi feita só no dia 30 de julho.  

O agendamento e a realização das cirurgias canceladas nesse período de pandemia dependem e muito das doações de sangue. Cerca de 70% das coletas feitas no Hemocentro são pra atender cirurgias eletivas da rede pública de saúde e o estoque está com apenas 30% do necessário pra atender a demanda(Com informações da EPTV Campinas).

Mais do ACidade ON