Publicidade

cotidiano

Vídeo mostra acidente que matou motociclista em obra do BRT

Colegas e testemunhas dizem que sinalização era ruim; Emdec diz que vítima trafegava em faixa proibida

| ACidadeON Campinas -

Acidente foi em trecho do BRT na rua Piracicaba (Foto: Denny Cesare/Código 19)

A gravação da câmera de segurança de uma loja de veículos na rua Piracicaba, no Jardim Campos Elíseos, em Campinas flagrou na noite desta terça-feira (8) o momento do acidente que matou o entregador de aplicativos Antônio de Souza Vieira, de 48 anos.

O vídeo mostra a vítima trafegando na pista reservada aos ônibus no sentido bairro da via, quando ele se desequilibra e cai com a moto. Segundo testemunhas, o motociclista colidiu contra a tela de proteção da obra do BRT no local e bateu a cabeça em um bloco de concreto.  

VEJA O VÍDEO: 



Familiares questionam a sinalização no local. "Não tem sinalização, não tem como ver a tela, se você olhar, no escuro, é impossível enxergar", afirmou a sogra do motociclista, Ivone da Silva Azevedo.

Hoje de manhã, a Emdec afirmou que realizou uma vistoria com a empresa responsável pela obra ontem logo após o acidente, e constatou que a sinalização no local estava adequada.

Colegas do entregador, no entanto, disseram que a sinalização hoje estava diferente da que havia ontem. Sobre isso, em um novo posicionamento, a Emdec afirmou que a sinalização foi de fato modificada por causa do acidente.

A empresa diz ainda que o motociclistas estava trafegando na pista exclusiva para ônibus. "É importante destacar que o motociclista estava circulando pela faixa exclusiva de ônibus urbano, o que é proibido pela legislação. A faixa está devidamente sinalizada e foi liberada recentemente para a circulação", disse em nota.

"Como já informado, a Emdec acompanha, junto à Polícia Civil, a apuração das circunstâncias e responsabilidades pelo acidente", finaliza.

Mais notícias


Publicidade