Aguarde...

cotidiano

Cinemas voltam com sessões a partir da próxima semana em Campinas

Segundo a secretária, parte dos cinemas retoma as atividades na segunda-feira (14), já outra parte na quarta (16) e quinta (17)

| ACidadeON Campinas

Sala do Cinépolis no Shopping Galleria: reabertura deve ser feita na próxima semana (Foto: Divulgação)

Com liberação desde a última sexta-feira (4), os cinemas de Campinas devem reabrir as portas na próxima semana é o que afirma a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico Social e de Turismo, Alexandra Caprioli.  

O anúncio sobre a reabertura oficial foi feito durante transmissão ao vivo pelas redes sociais, onde a Prefeitura informou sobre a permanência da cidade na Fase Amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena e atualizou os números da covid-19, mostrando queda nos casos confirmados na cidade (leia mais aqui).   

LEIA TAMBÉM 
GM promete endurecer fiscalização contra festas em bairros nobres 
Campinas segue na Fase Amarela; restaurantes ganham 1h a mais

Segundo a secretária, parte dos cinemas retoma as atividades na segunda-feira (14), já outra parte na quarta (16) e quinta (17). Porém, a reportagem do ACidade ON entrou em contato com os responsáveis pelas salas da cidade, e nenhum confirmou o retorno nessas datas mencionadas pela Prefeitura.   

Atualmente, Campinas é a 9ª colocada no Ranking Brasileiro de Bilheteria em 2019, com R$ 56,8 milhões arrecadados. A cidade foi também 9ª no Ranking Brasileiro de Público, com 3,3 milhões de espectadores e 10ª em número de salas.

POR QUE AINDA NÃO ABRIU? 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), declarou que a abertura das salas ainda não aconteceu porque as empresas avaliam prejuízos com a retomada já que ainda há pouca procura de expectadores.  

"Eu já tinha autorizado, mas eles não retomaram por conta da composição e o custo. As ocupações estão muito baixas. Eles dizem que onde já reabriram está dando 8% de ocupação de público, e até tem sessão sem ninguém. Mas é o que falamos, é uma retomada que é aos poucos", declarou Jonas.  

Segundo Caprioli, a confirmação da retomada se deu após a autorização por parte da Administração da comercialização de alimentos, como pipoca e refrigerante, dentro das salas de exibição. Apesar da liberação para o funcionamento dos cinemas na semana passada, a venda dos produtos nas chamadas "bomboniéres" ainda estavam restritas como orientação do Estado. 

"Nos reunimos com os sindicados e os representantes de cinemas, eles vieram com o pleito de consumo de alimentos, porque as pessoas que entram na sala querem consumir, é um hábito importante, então a gente entendeu", afirmou. 

MEDIDAS DE SEGURANÇA  

Para garantir a segurança dos frequentadores, o consumo de alimentos e bebidas não-alcóolicas nas salas de cinema só será permitido quando a pessoa já estiver sentada na poltrona reservada antecipadamente. Não será permitido o consumo nos espaços de venda e nem em pé, e o distanciamento entre os espectadores deverá ser de um raio de 1,5m.  

As poltronas das fileiras da frente, de trás e das laterais deverão permanecer desocupadas, e a exceção dessa regra só vale para pessoas do mesmo núcleo familiar ou que tenham comprado os ingressos juntas. Além disso, o uso de máscaras é obrigatório e só é permitida a retirada durante o consumo de alimentos e bebidas.

Segundo a secretária,  uma das preocupações constantes sobre a retomada dos cinemas eram em relação ao ar-condicionado das salas de cinema. De acordo com Caprioli, as empresas apresentaram laudos que comprovam a segurança do sistema utilizado nos espaços de projeção. 

"É importante dizer que nada estaria sendo aberto se não tivesse um grau de segurança. Nós queremos estimular a retomada e sabemos que será um processo demorado. Mas acho que da forma como está sendo feito, vamos ter entretenimento com segurança", declarou.


Mais do ACidade ON