Aguarde...

cotidiano

Estudantes fazem vaquinha para família de menino atropelado

Dinheiro arrecadado será destinado à família do menino, que passa por dificuldades financeiras; saiba como ajudar

| ACidadeON Campinas

André está internado em estado grave após ser atropelado em um semáforo (Foto: Divulgação)
Um grupo de estudantes lançou uma vaquinha on-line a fim de ajudar a família de André Ricardo de Brito, de 10 anos, que foi atropelado em Hortolândia na última segunda-feira (28), enquanto vendia balas em um semáforo. 

Os alunos estão no 4º semestre de educação física, no Unasp (Centro Universitário Adventista de São Paulo), e relatam que todo o valor arrecado com a campanha será destinado aos familiares da criança. André tem três irmãos, e sua família tem passado por dificuldades financeiras durante a pandemia, com despesas de aluguel e alimentação. 

Quando foi atropelado, o menino vendia balas no semáforo em companhia do irmão mais velho, de 12 anos, de um primo e da tia, responsável por eles. Segundo a família, o menino vendia as balas no local.  

A doação pode ser feita de forma on-line, através da vaquinha, e qualquer valor é aceito. Clique aqui para ajudar. 

RELEMBRE O ACIDENTE 

A criança de 10 anos ficou gravemente ferida após ser atropelada por um motociclista na tarde da última segunda-feira (28), na Avenida Santana, região do Jardim Amanda, em Hortolândia. De acordo com a Polícia Militar, o menino estava vendendo balas no semáforo quando foi atingido pela moto.  

A criança foi socorrida pela equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada em estado grave pelo Helicóptero Águia para o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp. A assessoria do hospital confirmou o estado de saúde da criança e disse que no dia no acidente ela precisou ser entubada. 

A PM ainda informou que o motociclista não sofreu ferimentos graves e não há informações se ele estava ou não embriagado. O caso foi apresentado na Delegacia de Hortolândia. 


Mais do ACidade ON