Aguarde...

cotidiano

Locadoras têm falta de carros e dificuldades em compra de veículos

A situação acontece porque as locadoras da região estão com falta de veículos e não têm encontrado carros novos para a compra e assim aumentar seus estoques

| ACidadeON Campinas

Carros "somem" das locadoras em Campinas. (Foto: Denny Cesare/Código19)

Os motoristas interessados em alugar um carro têm enfrentado dificuldades em Campinas. A situação acontece porque as locadoras da região estão com falta de veículos e não têm encontrado carros novos para a compra e assim aumentar seus estoques.  

Os impedimentos na compra fazem com que as empresas de aluguéis de carro cheguem a recusar clientes, e os interessados tenham que esperar semanas na fila por um veículo.  

Segundo a Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis) há falta de cerca de 100 mil veículos em todo o país. Os veículos não estão sendo repostos por déficit de carros nas montadoras, que ainda não reestabeleceram sua produção no padrão normal após a parada causada pela pandemia do coronavírus.

Em Campinas, há cerca de 70 locadoras, e todas, segundo a Abla, enfrentam problemas para a compra de veículos novos.  

Muitas das locadoras da cidade que fazem a reserva por meio de seus sites não estão dando, nem mesmo a opção, de prazo para uma reserva. Esse foi o caso registrado por Lilian Viana, que precisou alugar um carro nas últimas semanas, mas não conseguiu.  

"Tentei durante a semana passada, semana retrasada e não tinha. A resposta é que tem que esperar, e não dá nem opção para reservar", disse.  

O gerente de uma locadora de veículos de Campinas, Alan Rocha Freiria, declarou que desde que o governo do Estado liberou a flexibilização da quarentena, o movimento têm sido maior do que antes da pandemia.    

Locadora de veículos em Campinas. (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
"A partir do momento que voltou a funcionar, os problemas começaram, porque estava todo mundo parado e houve uma demanda reprimida. Todo mundo saiu para trabalhar ao mesmo tempo. Nós sentimos rápido, e estamos desde então, tentando mais carros para atender a essa demanda" afirmou.  

Segundo Alan, a locadora em que trabalha possui cem carros, e todos estão alugados. A empresa precisava de pelo menos mais 30 veículos novos, mas só conseguiu comprar 10.  

"Hoje eu não consigo atender nenhum cliente novo, e a gente deixa de lucrar. Negar cliente é horrível, temos que pegar o contato e falar que vamos procurar quando tiver, porque não há prazo. Estamos aguardando para conseguir novos carros, mas a previsão de chegada é só fevereiro" afirmou.

FATORES
 
Segundo o presidente do conselho gestor da Abla, Paulo Miguel Jr., diversos fatores contribuíram para o aumento da demanda de veículos.  

"Muitas empresas venderam a frota para fazer caixa no momento de pandemia e agora não conseguiram repor a frota na velocidade necessária. Também tivemos aumento da demanda, com procura maior por carros para talvez evitar transporte público. Temos a malha aérea que também não voltou ainda ao normal e muitos optam por viajar de carro. Muitas pessoas também estão sem crédito e não querendo adquirir patrimônio nesse momento, então várias coisas contribuíram pra maior procura", citou.  

Segundo Paulo, o prazo para a entrega de veículos estão variando em 180 dias, e motoristas de aplicativo têm enfrentado fila ainda maior, já que muitas locadoras pela dificuldade, estão priorizando locações diárias.  

Apesar das dificuldades, o presidente da Abla afirma que há o lado positivo da retomada de lucro. "Tem lado bom que é a retomada boa, o que não era esperado foi que ela foi muito acima do esperado", acrescentou.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON