Aguarde...

cotidiano

Após fechamento da Orly, loja OXXO abrirá no Marco Zero de Campinas

Loja de conveniência será aberta no dia 1º de dezembro em tradicional ponto na Rua Barão de Jaguara; padaria funcionou no local por 55 anos

| ACidadeON Campinas

Antiga padaria Orly será primeira loja OXXO em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

Depois de 55 anos de funcionamento da padaria Orly, fechada em março deste ano, será a vez da loja de conveniência OXXO do Brasil funcionar no ponto ao lado do Marco Zero de Campinas, no Centro. O novo serviço está previsto para começar a operar a partir do dia 1º de dezembro, na Rua Barão de Jaguará, 1.311.

A loja deve trazer um "minimercado", com padaria, mercearia e hortifrúti. A padaria Orly fechou no começo do ano de surpresa, deixando os clientes antigos sem saber o que tinha ocorrido. Na época, o comércio disse que fechou as portas devido a questões financeiras e baixos resultados (leia mais aqui).

Na OXXO, a ideia é que a loja possa trazer itens que vão desde o café da manhã, ao almoço e na volta para casa quando o cliente precisa comprar alguns itens para abastecer a despensa. Os consumidores terão itens de bomboniere, bebidas, de higiene e limpeza e até hortifrúti, carnes e até comida para pets como ração.

Na padaria, o novo serviço terá produção própria de pães, além de salgados, sanduíches, pizzas, refeições prontas, sobremesas e bebidas.

Por conta do ponto comercial ser muito conhecido, a OXXO disse que ter a primeira loja no local "é motivo de orgulho e responsabilidade com a memória da população de Campinas" e que vai "escrever uma história duradoura" na cidade.  



A OXXO


Anunciada em setembro deste ano, a rede OXXO pretende trazer ao todo 160 lojas de conveniência na cidade, que serão inauguradas em um período de nove anos. A franquia deve gerar ainda 5 mil empregos diretos, aproximadamente.

A Oxxo, que pertence a FEMSA, firmou no ano passado uma sociedade junto com a Raízen Conveniências, operadora dos postos Shell no Brasil. Por isso, ao contrário de outros países, no país as lojas do grupo não serão instaladas em postos de combustíveis, que se manterão com exclusividade da bandeira Shell.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON