Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Campinas tem mais 5 mortes e Jonas descarta fechar comércio

Novo boletim epidemiológico mostra que cidade tem ainda 41.768 casos confirmados desde março;

| ACidadeON Campinas

Novo boletim epidemiológico foi divulgado nesta terça-feira (24) (Foto: Luciano Claudino/Código19)

A Prefeitura de Campinas confirmou na tarde desta terça-feira (24) mais cinco mortes pelo novo coronavírus e um total de 97.394 casos descartados da doença (884 a mais). Segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje, o município tem um total de 1.360 óbitos desde março. O dado foi divulgado pelo prefeito Jonas Donizette (PSB), em transmissão pelas redes sociais. Ele também descartou um novo fechamento do comércio na próxima semana por causa da doença (leia mais abaixo).

Há ainda 41.768 casos confirmados de covid-19 (218 a mais) e 602 seguem sob investigação para detectar ou não a presença do novo vírus (9 a menos). Também sob suspeita estão 18 mortes (4 a mais).

Além disso, o município tem 182 pessoas em isolamento domiciliar (39 a mais) e 176 pacientes estão internados em hospitais públicos e privados de Campinas com sintomas graves de covid-19 (o mesmo número de ontem).

Entre os recuperados, 40.047 moradores tiveram o coronavírus e são considerados curados da doença (174 a mais). As mortes anunciadas hoje são de quatro mulheres e um homem. Todos tinham doenças anteriores e apenas um era maior de 60 anos, com idade entre 70 e 79 anos.

Em relação aos números, o secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, disse que a situação epidemiológico da cidade não indica uma "mudança substancial" desde a última sexta-feira (20). De acordo com ele, existe um aumento de casos de síndromes gripais leves no SUS.

FECHAMENTO

Sobre um possível fechamento do comércio devido aos casos de coronavírus, o prefeito Jonas Donizette (PSB) afirmou que isso não deve ocorrer. Além disso, no dia 9 de dezembro, haverá um encontro virtual da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) com os prefeitos eleitos das capitais e das grandes cidades.

Nessa reunião, o pedido será pela judicialização para autonomia dos municípios na crise de covid e que a flexibilização ou não da quarentena seja feito baseado em critérios técnicos de cada cidade.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON