Aguarde...

cotidiano

Guarda Municipal encerra festa com 250 pessoas em Campinas

Evento de pagode acontecia em um Lava Rápido no bairro Jardim das Oliveiras

| ACidadeON Campinas

Equipes dispersaram clientes que estavam no local (Foto: Divulgação Guarda Municipal)
A Guarda Municipal de Campinas encerrou na noite de ontem (10) uma festa que acontecia em um Lava Rápido no Jardim das Oliveiras. Segundo a equipe, foram dispersas cerca de 250 pessoas que estavam no local.

O estabelecimento, localizado na Avenida Engenheiro Antônio Francisco de Paula Souza, fica próximo ao Cemitério da Saudade.  

LEIA TAMBÉM 
Fase amarela: comércio muda horário a partir desta segunda
 
Temporal alaga avenidas e derruba muro de cemitério em Campinas

Segundo a GM, a festa teria começado por volta das 15h20, e após denúncias a equipe chegou ao local às 21h, encontrando clientes aglomerados e sem máscara. De acordo com a denúncia, no local acontecem eventos de pagode com som ao vivo todos os fins de semana.

O proprietário do Lava Rápido foi notificado e segundo a corporação hoje (11) serão tomadas as demais providências administrativas pelos órgãos responsáveis.   


MAIS AGLOMERAÇÃO 

Ainda em Campinas, leitores flagraram neste fim de semana uma aglomeração em um bar no Jardim São Marcos. No vídeo, é possível ver dezenas de pessoas em meio a rua, com carros e som alto. Segundo a moradora vizinha, a Guarda Municipal foi acionada, mas ninguém foi até o local.  

Aglomeração acontecia em frente à bar, com centenas de jovens em meio à rua (Foto: Reprodução de vídeo)

Procurada, a Prefeitura respondeu que a Guarda Municipal não registrou chamado para o endereço pelo 153 nem pelo canal criado no site da Prefeitura para registro de denúncias, mas intensificou o patrulhamento na região.  

"Os setores de fiscalização da Prefeitura e a Guarda Municipal de Campinas estão trabalhando para coibir aglomerações e situações que descumpram medidas sanitárias contra a Covid-19. Inclusive locais que forem flagrados descumprindo a legislação contra a pandemia podem ter o alvará de funcionamento suspenso", ressaltou.  


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON