Aguarde...

cotidiano

Chuva invade casas, alaga ruas e deixa moradores ilhados na região

Estragos foram registrados em Campinas, Monte Mor, Sumaré e Santa Bárbara d'Oeste

| ACidadeON Campinas

Lama da chuva invadiu casa em Campinas (Foto: Arquivo Pessoal)
A forte chuva que atingiu a região na noite de terça-feira (12) e madrugada desta quarta causou muitos estragos em bairros de Campinas e região. Várias casas foram invadidas por lama e água, e carros chegaram a ficar ilhados.  

No residencial Santa Clara do Lago, em Campinas, a água da chuva invadiu casas e deixou vários cômodos alagados e cheios de lama. O estrago também foi notado em casas do Jardim Santa Rosa.

De acordo com a Somar Meteorologia, nas últimas 24h foram registrados 59 milímetros de chuva em Campinas, 1/5 da média climatológica para o mês.

Ainda segundo a Somar, a previsão do tempo para o restante da semana é de mais chuva e temporal. Nesta quarta-feira, são esperados 26 milímetros, e nos demais dias da semana a precipitação deve variar entre 12 e 15 milímetros. 

SANTA BÁRBARA

Em Santa Bárbara, foram registrados 43 milímetros em uma hora no município. Na Rua Bolívia, do bairro Sartori, um carro ficou ilhado devido ao alagamento da via. Já na Rua Décio Jacinto Ribeiro, no bairro São Fernando, a chuva invadiu a casa de uma moradora e destruiu muitos móveis. 

"Aqui chove e destrói tudo. Minha casa foi invadida e tudo cheia de lama, rato e barata", contou a moradora Rosângela Pirito. 

A marginal da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304) também teve pontos de enchentes, no limite entre Santa Bárbara d'Oeste e Americana. Vários motoristas ficaram ilhados. De acordo com a Prefeitura de Americana, na cidade choveu 26 milímetros em uma hora. 

De acordo com a Defesa Civil de Santa Bárbara, o volume de chuvas nas duas ocorrências atingiu 102,9 milímetros. O departamento informou ainda que houve pontos de alagamento na Vila Sartori, no Santa Alice, São Fernando, Av. Santa Bárbara, Jardim Conceição, Santa Rita, Distrito Industrial II, Rua Tupis, na entrada da SP-304, Av. Isaias Romano e Jd. Itamaraty. 

A Defesa Civil também disse que trabalha na limpeza das vias e segue monitorando todas as regiões da cidade. Não há registro de desabrigados.     


SUMARÉ

Em Sumaré, moradores dos bairros Jardim Primavera e Basilicata também registraram ruas alagadas ainda na manhã de hoje (13). Segundo a Defesa Civil, a equipe foi acionada desde a madrugada por conta da forte chuva e aumento no nível do rio. Ao todo, foram registradas 55 milímetros de chuva na cidade.   

MONTE MOR

Em Monte Mor, os estragos foram significativos em algumas regiões da cidade, com alagamentos, várias vias interditadas, principalmente na entrada da cidade, onde a sede do GARE (Grupo de Atendimento de Resgate e Emergência) foi inundada, impedindo a saída das ambulâncias e estragando material de escritório.     

O volume de chuva também rompeu a adutora da Sabesp, destruindo a cabeceira da ponte que dá acesso ao bairro Jardim Moreira, tornando o bairro inacessível em seu principal acesso.   


No Jardim Capuavinha um campo de futebol e algumas ruas ficaram alagadas, em alguns locais a água chegou a invadir algumas casas, sem causar danos significativos. No Jardim Colina a chuva causou estragos em algumas calçadas do bairro. Durante a madrugada a ponte do bairro ficou interditada. 

No Jardim São Rafael o nível do rio Capivari subiu bastante, mas não houve alagamentos no bairro. No Água Choca algumas ruas também ficaram alagadas. No Jardim Moreira, a rua 29 (vinte e nove) foi a rua mais atingida. Algumas casas, aproximadamente 15 (quinze) foram parcialmente alagadas. A defesa civil auxiliou os moradores a retirarem móveis e pertences, retornando às casas logo depois que a água baixou. Na área rural, na estrada Rio Acima, algumas áreas também foram afetadas.

Em nota nota oficial, a Prefeitura Municipal de Monte Mor afirma que o maior volume de chuva foi de 42mm em aproximadamente uma hora e trinta minutos.

A Defesa Civil, a Guarda Municipal e os Bombeiros Voluntários da cidade estão, desde a madrugada, trabalhando para auxiliar os moradores afetados e auxiliar as pessoas em situação de risco. A secretaria de obras também está trabalhando, com suas equipes, para desobstruir as vias desde a madrugada.  



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON