Publicidade

cotidiano

Após voltar para Campinas, avião que ia para Índia vai à Manaus levar oxigênio

Depois de impasses com governo indiano, aeronave voltou para Viracopos e deve partir de tarde levar cilindros para o Amazonas

| ACidadeON Campinas -

Avião da Azul, que tinha destino à Índia, voltou para Campinas e agora seguirá para Manaus (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
*Matéria atualizadas às 15h com o horário da decolagem*  

Após o avião que iria buscar vacinas de Oxford na Índia voltar neste sábado (16) para Campinas depois um desencontro entre o governo brasileiro e o indiano, a aeronave partiu na tarde de hoje com destino à Manaus, para levar cilindros de oxigênios ao Amazonas, que vive um colapso na saúde.

A aeronave A330neo da Azul saiu na última quinta-feira (14) de Campinas com destino à Recife, onde partiria sentido à Mumbai para buscar 2 milhões de doses da vacina. No entanto, o voo foi adiado após o governo indiano afirmar que ainda não sabe quando disponibilizará as vacinas. O país começou a vacinação apenas hoje (16).

Com o adiamento da viagem para buscar o imunizante, o avião retornou novamente para Viracopos, e será usado para levar os equipamentos à capital amazonense. A aeronave pousou em Campinas às 6h43, e teve a decolagem confirmada às 14h48. A previsão é que de chegada às 19h (horário de Brasília) em Manaus.

Durante a noite, o Ministério da Saúde afirmou que o avião parte com carregamento de cilindros, levando a capacidade máxima suportada pelo avião para esse tipo de carga. Segundo a assessoria, serão levados aproximadamente 40 cilindros, 60 concentradores de oxigênio e aproximadamente 700kg de máscaras.  

A principio, foi informado o total de 80 cilindros, mas os outros 40 deverão ser levados em avião cargueiro (com horário ainda a definir).

Segundo o Ministério, os equipamentos serão encaminhados para abastecer as unidades de saúde de Manaus. Na nota, o governo disse ainda que o avião teve a missão das vacinas reprogramada "devido questões diplomáticas entre Brasil e Índia", mas que o voo para buscar os imunizantes deverá ocorrer nos próximos dias. 

VACINAÇÃO

No dia em que o avião partiu de Campinas com previsão de ir para Índia, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuelo, afirmou, durante reunião com a FNP (Frente Nacional de Prefeitos) que a vacinação no Brasil iria começar no dia 20 contando com o carregamento vindo da Índia.

As 2 milhões de doses da vacina de Oxford faz parte de um lote de importação solicitada pela Fundação Oswaldo Cruz ao laboratório Serum. A Índia responde pela produção de aproximadamente 60% das vacinas utilizadas no mundo.

Após os impasses entre Brasil e Índia, ontem, o ex-prefeito de Campinas e presidente da FNP mostrou revolta, afirmando que "não é um mero atraso de voo, mas negociação comercial não efetivada", dizendo ainda que o governo federal "precisa falar a verdade para o povo brasileiro"(leia mais aqui).

Em São Paulo, a vacinação está prevista para o dia 25 sendo o cronograma do governo estadual. No entanto, o Estado ainda aguarda a aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso do imunizante no caso a CoronaVac- para uso emergencial.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária marcou para amanhã (17) a reunião de sua diretoria para deliberar sobre os pedidos de autorização emergencial dessas duas vacinas, tanto a de Oxford, como a Coronavac.

Mais notícias


Publicidade