Publicidade

cotidiano

Motorista flagra homem assediando passageira em ponto de ônibus

Caso foi na noite dessa segunda, no Centro de Campinas. Motorista diz que caso não é incomum

| ACidadeON Campinas -

Caso foi na noite dessa segunda-feira, no Centro de Campinas

Um motorista do transporte público acabou servindo como defensor de uma estudante de 18 anos que aguardava o ônibus enquanto era assediada por um homem, na noite de ontem (25), em Campinas. 

A situação aconteceu por volta das 23h50, no Centro. Segundo o motorista, ao passar pelo ponto de ônibus na Avenida Anchieta notou um homem próximo à jovem, que aparentava estar sendo intimidada. 

Parando o ônibus, a vítima entrou no coletivo e contou sobre o assédio. Ao olhar para o ponto, o motorista conta que já notou o homem com os órgãos genitais para fora. 

"Eu estava trabalhando normalmente, quando eu vi a mulher sozinha eu passei mais devagar, e aí notei que ela estava acanhada e o homem com as mãos nas genitais. Eu parei o ônibus e ela entrou, perguntei se ele estava mexendo com ela e ela com muito medo disse que sim, agradeceu por eu ter chego" disse o motorista William de Souza. 

Indignado, o motorista conta que foi atrás de deter o homem. "Ele tentou correr, porque viu que eu enxerguei o que ele tava fazendo. Eu corri atrás dele e consegui pegar, chamei a Polícia Militar que veio rápido, e não teve como ele negar", contou William. 

A Polícia deteve o homem acusado, que era morador de rua. Tanto o acusado como a vítima, foram levados para a delegacia para prestar depoimento.  


"NÃO É INCOMUM" 

Apesar de ser o primeiro caso de flagrante de assédio explícito que William presencia, o motorista diz que situações como essa não são incomuns no transporte público. 

"A gente vê sempre isso acontecendo e não pode fazer nada. No terminal de Barão Geraldo já vimos outras situações, tanto com moradores de rua como com homens bem vestidos", contou. 

Segundo William, a vítima estava em estado de choque. Ele não chegou a pegar o contato após a situação. 

"Ela ficou tão em choque que entrou no ônibus e não conseguia nem falar. Quando eu perguntei o que estava acontecendo e se ela estava assediada ela disse que agradeceu a Deus pelo ônibus ter chego", conta o motorista, que publicou o vídeo da situação nas redes sociais. 

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança) confirmou que o homem foi detido pelo crime de ato obsceno. O suspeito foi conduzido ao plantão da 2ªDDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Campinas, onde foi registrado termo circunstanciado de ato obsceno e, em seguida, o acusado foi liberado. Segundo a SSP, o caso será encaminhado ao Jecrim (Juizado Especial Criminal). 


Mais notícias


Publicidade