Aguarde...

cotidiano

Festa reúne centenas de pessoas sem máscara em Campinas

Evento foi divulgado nas redes sociais, e aconteceu em um espaço do distrito de Joaquim Egídio

| ACidadeON Campinas

 

Festa reuniu centenas de pessoas sem máscara (Foto: Divulgação)

Uma festa, realizada neste sábado (20), gerou aglomeração e desrespeitou as normas de distanciamento social para evitar a proliferação do coronavírus em Campinas. O evento reuniu centenas de pessoas e em imagens enviadas à EPTV Campinas é possível ver muita gente sem máscara e sem respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metro de distância (assista abaixo). 

Procurada, a Prefeitura de Campinas disse que a Guarda Municipal não recebeu nenhuma denúncia da ocorrência desta festa. 

O evento, por sua vez, foi divulgado em uma página do Instagram. De acordo com a publicação, a festa ocorreu em um espaço chamado Mato Dentro, no distrito de Joaquim Egídio.  


LEIA TAMBÉM: Guarda encerra festa com mais de 400 pessoas em Valinhos
 

SOLICITAÇÃO DE ALVÁRA 

Questionado, o proprietário do espaço disse que providenciou toda documentação exigida para liberação da locação, tais como alvará e regulamento do evento, e que a responsabilidade de garantir os protocolos de segurança era da produtora da festa. 

"Inclusive, o instrumento particular que firmamos junto ao produtor do evento, atribui total responsabilidade a ele, no que tange a fiscalização das normas de respeito ao combate à covid-19, nos resguardando, outrossim, de qualquer danos e lucros cessantes", continuou. 

Já a Prefeitura confirmou a existência do alvará, mas informou que a produtora que realizou a festa deveria ter cumprido as normas de distanciamento. 

"Os eventos devem seguir as regras estabelecidas pelo Plano São Paulo que determina, entre outras medidas, a ocupação de 40 % da capacidade do local, e com todas as pessoas sentadas", disse a Administração em nota. 

O QUE DIZ A PRODUTORA 

Procura, a produtora Nato, responsável pelo evento, respondeu que tem seguido todas as normas e horários de funcionamento, e que as imagens e vídeos de gente aglomerada e sem uso de máscara são momentos atípicos e esporádicos, "que não condizem com a realidade do funcionamento do bar". 

"Os seguranças já foram orientados novamente para agirem da forma mais correta possível para seguir as diretrizes das normas do covid-19, e, desta forma, caso os clientes não sigam as normas sejam retirados do estabelecimento", disse.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON