Aguarde...

cotidiano

Esposa de comerciante morto após choque no Taquaral pede justiça

Técnicos apontam que poste estava com carga elétrica superior ao normal; Prefeitura investiga caso na Lagoa

| ACidadeON Campinas

Simone Domingues Girotto, esposa do homem que morreu eletrocutado na Lagoa do Taquaral (Foto: Eduardo Rodrigues/EPTV) 

A esposa do homem que morreu eletrocutado na noite desse domingo (21), na Lagoa do Taquaral, em Campinas, pediu uma conclusão para o caso na manhã desta segunda-feira (22). "[O poste] estava esperando por um acidente, infelizmente foi com o meu marido. Eu quero justiça", disse Simone Girotto (veja vídeo abaixo).

Eduardo Girotto, de 52 anos, morreu após sofrer uma descarga elétrica ao encostar em um poste que fica entre as quadras de tênis da Lagoa do Taquaral. Técnicos que fizeram uma vistoria hoje confirmaram que o poste estava energizado.

Simone explica que o marido foi jogar tênis com mais três amigos na noite de ontem, na Lagoa do Taquaral. Segundo ela, esta era uma atividade que ele fazia há pelo menos dez anos.

Ela conta então que, por volta das 18h de ontem, ela foi informada que o marido teria sofrido um acidente e que ela deveria ir com urgência para o parque. Ao chegar no local, agentes do Corpo de Bombeiros informaram que haviam tentado de tudo, mas que não foi possível reanimar o esposo após ele ter sofrido a descarga elétrica e sofrido uma parada cardíaca.

"Pedi explicação do que seria uma descarga elétrica e me informaram que ele encostou no poste para pegar uma bola de tênis e ficou preso no local", contou. "Ele não conseguia tirar a mão do poste por causa da descarga".

Ela conta ainda que as pessoas no parque tentaram tirar Eduardo do local, mas que também levaram choque. A esposa disse também que chegaram a desligar a energia elétrica das quadras e fizeram massagem cardíaca na vítima, mas não foi o suficiente. "Fizeram tudo por ele, mas infelizmente ele não sobreviveu", disse chorando.

"O meu marido era 'meu tudo', ele era o chefe da família, o que dava o sustento da casa. Não sei o que vou fazer", contou. "Aquela peça estava esperando por um acidente, infelizmente foi o meu marido", disse. 



INVESTIGAÇÃO

A investigação da Prefeitura de Campinas aberta nesta segunda-feira contará com um laudo elaborado por fiscais da Administração, com base em uma vistoria iniciada às 8h de hoje. Ela se estendeu ao longo da manhã e os técnicos identificaram uma corrente elétrica superior ao normal que passou no postes de luz.

Eles chegaram a retirar o poste onde Girotto encostou e encontraram uma peça danificada no local. Ela que teria causado uma carga superior conduzida por fios elétricos até o corpo da vítima. O prazo dado pela Prefeitura de Campinas para a conclusão da investigação é de até 90 dias. Por enquanto, as quadras da Lagoa do Taquaral ficarão fechadas por tempo indeterminado.




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON