Aguarde...

cotidiano

MP lança ferramenta que analisa gastos eleitorais de 2020

Funcionalidade permite identificação de eventuais inconsistências

| ACidadeON Campinas

MPSP lançou um ferramenta sobre gastos eleitorais  (Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil) 

O MPSP (Ministério Público do Estado São Paulo) lançou, em parceria com o Insper (Instituição de Ensino Superior e Pesquisas), um painel eletrônico em BI (Business Intelligence) que permite uma análise sobre os gastos eleitorais de 2020, com análise comparativa entre os valores despendidos por candidatura.

A ferramenta foi construída a partir de dados públicos do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), analisados e depurados por Danilo Carlotti, doutor em Direito, cientista de dados e pesquisador do Insper, enquanto o NIGC (Núcleo de Inteligência e Gestão de Conhecimento) deu o tratamento final, chegando-se aos painéis digitais divulgados agora. A ferramenta é composta por cinco painéis, sendo os quatro primeiros públicos e o quinto restrito ao MPSP.

O painel de abertura exibe números totais das últimas eleições, contextualizando o pleito. O segundo e principal painel permite diversos cruzamento de dados, entre candidatos, localidade (municípios) e partidos em face de gênero e etnia, e, principalmente, do valor gasto e votos auferidos por cada um, viabilizando comparações, por exemplo, entre os gastos de determinada candidatura com a quantidade de votos recebidos (as setas identificam nominal e automaticamente os candidatos no gráfico). O terceiro painel indica o valor médio de gasto por partido, gênero e etnia, servindo como mais um parâmetro para o gasto efetivo de cada candidatura.

Os cruzamentos de dados permitem identificar discrepâncias entre (altos) valores gastos com determinadas candidaturas face ao número (reduzido) de votos recebidos.

O quarto painel apresenta os valores gerais gastos com cada fornecedor pelo conjunto das candidaturas. O quinto painel, restrito à instituição, apresenta possível fator de risco associado a gastos de determinadas candidaturas.

A ferramenta está disponível para análise de toda sociedade e às Promotorias Eleitorais, as quais incumbe a análise das prestações de contas das candidaturas, clicando aqui e aqui.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON