Publicidade

cotidiano

Consumo em supermercados e açougues aumenta 27% em Campinas

Segundo o estudo, os campineiros, porém, diminuíram a frequência nos estabelecimentos

| ACidadeON Campinas -

Consumo cresceu em Campinas (Foto: Weber Sian / ACidade ON) 

Um levantamento realizado pela Sodexo Benefícios e Incentivos mostrou que o consumo em supermercados e açougues aumentou 27% em Campinas durante a pandemia do coronavírus.

Com a chegada do período de flexibilização, entre julho a dezembro de 2020, verificou-se ainda uma alta de 4,64%. Já a partir de março deste ano, com o início da segunda onda da doença e com ela restrições mais rígidas, o ticket médio subiu 0,31%.

O estudo da Sodexo mostra ainda que, em termos comparativos entre o momento atual e o anterior à pandemia, os consumidores reduziram em 15,65% a frequência de ida às compras.

NA REGIÃO

Já na RMC (Região Metropolitana de Campinas), houve uma queda de 14,6%. No Brasil, o percentual negativo ficou em 16,9%.

"Estamos vivendo um cenário desafiador. Esses efeitos da pandemia impactam diretamente no bolso do consumidor. Ao observar esses dados, fica em evidência como os cartões alimentação e refeição oferecidos pelas empresas são essenciais para garantir a boa alimentação do trabalhador e de sua família", avalia Antônio Alberto Aguiar, responsável pela área de Estabelecimentos da Sodexo Benefícios e Incentivos.

INFLAÇÃO

A inflação para famílias com renda baixa sobe para 0,82% em março. Os dados são do IPC-C1 (Índice de Preços ao Consumidor Classe 1), que mede a variação da cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salários mínimos.

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o IPC-C1 acumula inflação de 1,38% no ano e de 6,63% em 12 meses. O Índice de Preços ao Consumidor Brasil, que mede a inflação para todas as faixas de renda, foi de 1% em março e de 6,10% em 12 meses.

Mais notícias


Publicidade