Publicidade

cotidiano

Homem mata esposa com facada nas costas no Jardim Lisa em Campinas

O caso aconteceu no Jardim Lisa e é o terceiro caso de feminicídio registrado em Campinas nesse ano

| ACidadeON Campinas -

Crime aconteceu no Jardim Lisa. (Foto: Reprodução EPTV)

Um homem de 56 anos foi preso nessa sexta-feira (4) após matar a esposa, de 60 anos, com uma facada nas costas durante uma discussão. O caso aconteceu no Jardim Lisa e é o terceiro caso de feminicídio registrado em Campinas nesse ano. O crime ocorreu no final da tarde. 

Segundo a Polícia Militar, vizinhos do casal ouviram uma discussão e, preocupados com a briga, acionaram a polícia. Ao chegarem ao local, os policiais, viram a mulher, Helena Alves de Araújo, caída na rua com um ferimento causado por uma facada nas costas.

A mulher chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) até o Hospital da PUC-Campinas, mas perdeu muito sangue, sofreu uma parda cardíaca e não resistiu.  

Segundo a Polícia Civil, antes de morrer, Helena falou para os médicos que tinha sido agredida pelo marido, identificado como Sérgio Henrique da Conceição, de 56 anos. O homem foi preso pela PM ainda no bairro.  

"Tivemos êxito em fazer uma abordagem após ficarmos sabendo das características do acusado e do nome dele, que é Sérgio. Ele foi indagado e chegou a confessar que a esposa estava ferida e ele saiu do local", disse o sargento Vinícuis Antônio do Nascimento. "Ele foi contraditório em muitas das informações. Chegou a dizer que não lembrava, que ela que se esfaqueou e vários relatos diferentes", afirmou o policial.

A PM informou que o marido da vítima estava embriagado e foi levado para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas, no Jardim Londres, onde foi preso.   

Os vizinhos prestaram depoimento na delegacia e disseram que as brigas eram frequentes entre os dois e que dessa vez precisaram chamar a polícia e o Samu porque viram a mulher ferida. Para as testemunhas o homem disse que a mulher precisava de ajuda porque ela estava passando mal, mas a versão não convenceu os policiais.

Durante a noite a família da vítima foi reconhecer o corpo no hospital e a irmã da vítima, Ilza Alves de Araújo, as agressões que Helena sofria eram constantes. "A gente dizia, Helena fica aqui, mora com a gente. Mas ela apanhava e voltava para casa. Até acontecer o que houve com ela", disse.  

Sérgio foi autuado no crime de femincídio. A casa onde o casal morava passou por perícia. Eles trabalhavam recolhendo materiais para reciclagem.

Mais notícias


Publicidade