Aguarde...

cotidiano

Espuma no Ribeirão Anhumas, entre Campinas e Paulínia, chama atenção de moradores

Quem passa próximo ao local não consegue ver a água do rio por causa da poluição

| ACidadeON Campinas

Ribeirão é visto encoberto de espuma (Foto: Reprodução de vídeo/ Luciana Ruiz)
Moradores registraram o Ribeirão Anhumas, que passa pelas cidades de Campinas e Paulínia, lotado de espumas, que seriam causadas por contaminação da água. As imagens foram feitas na manhã desta sexta-feira (11) na altura da Estrada da Rhodia. 

Segundo os moradores, o rio está assim há mais de um ano, mas recentemente a situação piorou. Quem passa no local se assusta e quase nem consegue ver a água do rio, que é encoberta pelas espumas. 

"É próximo a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Barão Geraldo, cadê o trabalho que a ETE esta prestando? Todo dia fica assim", declarou a moradora Luciana Ruiz, que fez o registro de hoje.  


O QUE DIZEM OS RESPONSÁVEIS? 

Procurada, a Sanasa disse que não é responsável por fiscalizar córregos e ribeirões, e que este trabalho de monitoramento da qualidade das águas é de competência da Cetesb (Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Básico e Controle de Poluição das Águas). 

Além disso, a Sanasa disse que não possui nenhuma influência neste efeito encontrado no Córrego Anhumas, como o sabão citado, por exemplo. 

Já a Cetesb disse que a agência em Campinas não recebeu nenhuma denúncia relacionada ao fato, mas vai investigar esse possível descarte irregular no Rio Anhumas e a fiscalização ainda ocorrerá.

Também procurada, a Rhodia, empresa com sede próxima ao córrego, disse que não tem relação com a poluição e que a empresa não trabalha com sabão nem produtos correlatos.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON