Publicidade

cotidiano

Campinas entra em estado de emergência por conta de tempo seco

Umidade relativa do ar caiu para 11,9% às 16h desta quarta-feira; esta é a primeira vez que cidade registra estado de emergência desde 2020

| ACidadeON Campinas -

Final de tarde nesta quarta-feira em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

*Esta matéria foi atualizada às 16h35 do dia 22 de julho 

Campinas entrou em estado de emergência na tarde desta quarta-feira (21) após a Umidade Relativa do Ar (URA) cair para 11,9% às 16h. O Departamento de Defesa Civil emitiu boletim informando o Estado de Emergência devido ao índice estar abaixo de 12%, segundo medição registrada pela Estação Ciiagro/IAC Campinas Região Norte. 

Esta é a primeira vez que o estado de emergência é registrado desde setembro de 2020 na cidade. Anteriormente, a prefeitura informou que o registro anterior era de 2019.  

Hoje, a Defesa Civil alerta ainda que o tempo permanecerá seco em todo o Estado de São Paulo, provocando queda da Umidade Relativa do Ar.  

Entre os dias 21 e 25 de julho há previsão de níveis ainda mais críticos de umidade para a região de Campinas.

Por conta disso, as recomendações são de beber água constantemente, evitar exercícios ao ar livre no período vespertino e não atear fogo em vegetação, pois além de prejudicar a qualidade do ar e do risco de provocar incêndio florestal, é crime ambiental (veja mais abaixo). 

HISTÓRICO  

2017 

Quatro alertas de emergência, todos em setembro 

2018 
Não houve 

2019 
Um alerta de emergência em setembro 

2020  
Não houve

ESTADO DE ALERTA 

Antes do estado de emergência, Campinas estava em estado de atenção. Isso porquê o índice de URA estava em 29,6%, às 10h20, de acordo com boletim da Defesa Civil do município.


Quando o índice está entre 20 e 30%, é declarado o estado de atenção. Já o estado de alerta é decretado quando a umidade relativa do ar registra índice entre 12% e 20%.

RECOMENDAÇÕES

- Beba muita água, coma mais frutas e vegetais, a desidratação é um sério risco, principalmente para crianças e idosos;

- Evite objetos que acumulem poeira, como tapetes, cortinas e bichos de pelúcia;

- Evite ar-condicionado, pois resseca ainda mais o ar;

- Umedeça o ar de sua casa deixando toalhas úmidas em alguns cômodos;

- Limpe os olhos com algodão e água esterilizada para evitar irritações e outros problemas oculares;

- Evite fazer exercícios físicos quando o ar estiver muito seco, principalmente no horário das 10h às 16h.

Mais notícias


Publicidade