Publicidade

cotidiano

Campinas libera retorno das aulas sem limite de ocupação em agosto

Medida foi anunciada nesta sexta-feira através de decreto

| ACidadeON Campinas -

 

Escolas não terão mais limitação de alunos (Foto: Prefeitura de Campinas)

A Prefeitura de Campinas publicou nesta sexta-feira (23) o decreto que disciplina a retomada das atividades escolares presenciais das instituições públicas e privadas a partir de agosto. Segundo o texto, a partir do dia 2, as escolas das redes municipal, estadual e privada de Campinas poderão organizar as atividades presenciais sem limite de ocupação, ou seja, com até 100% da capacidade, desde que respeitado o distanciamento estipulado.

LEIA TAMBÉM 
Mais da metade dos campineiros já recebeu ao menos uma dose da vacina 
Campinas mandou 59 pessoas para o final da fila por recusa de vacina

De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial, as escolas devem organizar a capacidade de alunos de acordo com seu espaço físico, desde que respeitem a regra de distanciamento de 1,5 metro. A medida vale para os ensinos infantil, fundamental e médio. 

Na Rede Municipal de Ensino, os alunos serão divididos em duas turmas. Numa semana uma turma assiste aula presencial e a outra faz as atividades na plataforma on-line, em casa. Na outra semana, ocorre o inverso. Hoje, os alunos estão divididos em três turmas. 

As aulas presenciais na rede municipal de Campinas retornaram no último dia 26 de abril, seguindo orientação das autoridades de saúde.  

Antes do recesso, em entrevista ao ACidadeON o secretário de Educação, José Tadeu Jorge, afirmou que a adesão as aulas presenciais na rede municipal ficou em 20% em Campinas durante os meses de retomada. A previsão é que com a aceleração da vacinação e a diminuição dos casos de covid-19, mais famílias mandem os filhos para a escola a partir do mês que vem. 

ENSINO SUPERIOR

No caso das universidades, o limite de atendimento será de 60%, com exceção dos cursos superiores e técnicos da área de saúde, bem como as atividades práticas de todos os cursos, que podem ter ocupação de 100%, também com 1,5 metro de distância interpessoal.

Segundo a secretaria de Educação, a decisão foi tomada com base em avaliação do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde , a partir das análises epidemiológicas da covid-19 no município e em estudos mais atuais sobre o tema volta às aulas presenciais.

PROTOCOLOS

Segundo a Prefeitura, desde a retomada na rede municipal cada aluno recebeu kits com quatro máscaras e álcool gel individual. Os professores trabalham com máscaras e protetor facial (face shield). As carteiras estão disponibilizadas com distanciamento de 1,5 metro e há totens de álcool gel em pontos estratégicos das escolas.

Publicidade