Publicidade

cotidiano

Jornalista ambiental Liana John morre de câncer e é enterrada em Campinas

Ela lutava há 6 anos contra um câncer de pâncreas e deixa 4 filhos

| ACidadeON Campinas -

  

Liana John lutava há 6 anos contra um câncer de pâncreas; jornalista faleceu nessa sexta-feira (23) Foto: Cedoc/EPTV
A jornalista ambiental Liana John morreu na noite da última sexta-feira (23), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ela lutava há 6 anos contra um câncer de pâncreas.  O velório foi realizado na manhã deste sábado (24), e seu corpo foi enterrado na tarde deste sábado, em Campinas.  Ela era casada com o pesquisador Evaristo de Miranda, chefe da Embrapa Territorial e deixa quatro filhos. 

SOBRE SUAS CONQUISTAS E TRABALHOS 

O trabalho de Liana foi reconhecido no Brasil e no exterior. Ela colaborou com veículos como National Geographic Brasil, Horizonte Geográfico, Veja, Planeta Sustentável, Rádio Eldorado e Revista Pantanal. 

A jornalista também respondeu pela editoria de Ciência e Meio Ambiente da Agência Estado e durante 6 anos foi editora executiva da revista Terra da Gente. 

Ao todo, Liana publicou mais de 10 livros e recebeu 5 vezes o prêmio de reportagem sobre biodiversidade da Mata Atlântica. Além de outros prêmios internacionais. 

HOMENAGENS 

Nas redes sociais , entidades ligadas à preservação ambiental e pesquisadores lamentaram a morte da jornalista. 

A fundação SOS Mata Atlântica lembrou do pioneirismo e contribuição da jornalista, no trabalho de fortalecimento das pautas ambientais.

Publicidade